Crescem receita e Ebitda da Claro Brasil no 3T18


Receia líquida aumentou 0,7% em relação ao segundo trimestre do ano, para R$ 8,9 bilhões, e a de celular cresceu 2,7% no mesmo período. O Ebitda cresceu 16,2% também em relação ao trimestre anterior.

Business vector created by Timmdesign - Freepik.com

A receita líquida total da Claro Brasil (que inclui também a NET e Embratel) do terceiro trimestre de 2018 cresceu 0,7% em relação ao segundo trimestre deste ano para R$ 8,9 bilhões. A receita de serviços móveis cresceu 2,7% de julho a setembro em relação ao segundo trimestre deste ano.Na receita fixa, destaque para a banda larga e internet, serviços de dados corporativos e capacidade satelital, que cresceram respectivamente 3,8%, 1,1% e 2% em relação ao segundo trimestre de 2018. Longa distância, que reduziu 7,4%, e a TV paga, que apresentou queda de 1,7%, principalmente no serviço de DTH, foram os impactos negativos nas receitas.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) do trimestre totalizou R$3,5 bilhões, incremento de 16,2% em relação ao trimestre anterior, com a margem Ebitda alcançando 38,4%. Esse resultado foi possível porque a operadora obteve vitória na justiça envolvendo algumas empresas do grupo, relacionada aos tributos PIS e Cofins, parcialmente compensado pelos efeitos negativos de algumas contingências e baixa de alguns ativos operacionais. A operadora ganhou a ação que questionava a incidência do ICMS sobre as contribuições sociais.

Outro resultado positivo foi o aumento da receita líquida média por usuário (ARPU, na sigla em inglês) móvel em 13%. Na plataforma de telefonia fixa, a banda larga foi o principal impulsionador do crescimento com 105 mil novos acessos no trimestre, elevando a base de banda larga para 9,4 milhão de usuários.

Anterior Eletronet expande rota, moderniza a rede e prepara oferta de novos serviços
Próximos Presidente da TIM quer mudar imagem do setor