Crédito fiscal da TIM Brasil ajudará Telecom Itália a reduzir dívida


Designed by Freepik
Designed by Freepik

O crédito fiscal bilionário ao qual a TIM tem direito deverá compensar custos operacionais da operadora e resultar em abatimentos da dívida de sua controladora, a Telecom Italia. A holding europeia tem dívida de cerca de € 25 bilhões.

Segundo apresentação dos executivos da matriz italiana feita hoje, 2, durante a conferência de resultados com analistas, isso deverá representar uma redução no endividamento do grupo da ordem de € 800 milhões ao longo de três a quatro anos.

A TIM havia divulgado no final de 2018 que poderia receber até R$ 3,2 bilhões em créditos fiscais em função de decisão no STF que reviu a inclusão dos tributos PIS e Cofins sobre a incidência de ICMS. Parte desse valor, R$ 2,87 bilhões, foi registrado  no balanço do segundo trimestre deste ano. Este é o montante cuja obtenção é certa, uma vez que o processo já transitou em julgado – ou seja, não existem mais instância jurídicas onde poderia haver contestação dos estados sobre o valor do crédito.

Agora, a Telecom Italia afirma que o valor a ser recuperado será de ao menos R$ 3,42 bilhões, sobre o qual ainda recairá correção monetária. A companhia espera nova decisão favorável da Justiça em um último processo, que deve resultar em cerca de R$ 190 milhões. A empresa prevê a conclusão da ação, que corre em segunda instância, se dê no terceiro trimestre.

Anterior Claro faz primeiro lançamento sob marca única em Rio Verde
Próximos Só 6,5 milhões de casas dependem de parabólica para a TV aberta , diz IBGE