IMG_0491

 

O CPqD publicou neste mês, na loja de aplicativos do Google, um app feito para melhorar a relação de idosos com os smartphones. O Facilita, como é chamado o launcher, substitui a tela home do smartphone, passando a exibir ícones grandes dos aplicativos mais usados.

O app permite que o usuário configure o tamanho das letras exibidas na tela e recorra a um sintetizador de voz para ouvir as funções e notificações do sistema. O recurso pode dizer, por exemplo, quanto de carga ainda resta na bateria.

“O CPqD Facilita ‘fala’ a função na medida em que o usuário desliza seu dedo sobre a tela”, explica Claudinei Martins, pesquisador do CPqD e coordenador do projeto. A ferramenta também consegue enunciar em voz alta o conteúdo de e-mails, notícias, previsão do tempo etc.

Para pessoas com deficiência visual

O CPqD também atualizou o Alcance+, aplicativo destinado a pessoas cegas ou com deficiências visuais severas, lançado em 2013 e com 34 mil downloads.

O app é compatível com smartphones equipados com sistema operacional Android 5.0 (ou superior). De novidade, a nova versão tem o recurso de envio e recebimento de e-mails com leitura do conteúdo por meio de síntese de fala.

Além disso, agora o usuário pode escolher o tipo de voz para ouvir suas mensagens e informações: masculina ou feminina.

Ambos os aplicativos podem ser baixados gratuitamente na loja do Google.

As ferramentas foram criadas comdinheiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) da FINEP.

Estão sendo desenvolvidos em parceria com o Centro de Prevenção à Cegueira (CPC) de Americana, no interior de São Paulo. Desde junho, um grupo de voluntários do CPC – entre idosos, pessoas com deficiências visuais e com baixo letramento – participa do teste piloto do projeto, que tem término previsto para o início de 2019. Ao todo, serão 26 meses de duração, durante os quais serão publicadas novas versões dos aplicativos, com diversos outros recursos, como reconhecimento de comandos de voz e um assistente virtual. (Com assessoria de imprensa)