CPI aprova quebra de sigilo de 3.261 álbuns do Orkut


A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia aprovou hoje a quebra do sigilo de 3.261 álbuns privados e hospedados no Orkut, site de relacionamento do Google, suspeitos de conter material pornográfico sobre crianças e adolescentes. O requerimento é do senador Magno Malta (PR-ES), presidente da CPI, alegando a recusa da empresa em fornecer informações solicitadas …

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia aprovou hoje a quebra do sigilo de 3.261 álbuns privados e hospedados no Orkut, site de relacionamento do Google, suspeitos de conter material pornográfico sobre crianças e adolescentes. O requerimento é do senador Magno Malta (PR-ES), presidente da CPI, alegando a recusa da empresa em fornecer informações solicitadas pelo Ministério Público sobre usuários denunciados por pedofilia.

Em depoimento hoje, o diretor-presidente do Google no Brasil, Alexandre Hohagen, acenou com uma possibilidade de mudança de postura da empresa e assumiu o compromisso de adotar, até junho, medidas para facilitar a identificação de pedófilos que utilizam o Orkut.

Ainda na reunião desta quarta-feira, a comissão aprovou requerimento que propõe a realização de audiência pública com representantes da Receita Federal, com vistas a esclarecer a atual política de tributação das empresas sediadas no exterior, mas que, como o Google, tenham consumidores no Brasil. (Da Redação)

Anterior Nokia vai lançar o Tube, competidor do iPhone.
Próximos BT tem novo CEO