No próximo ano, a ECT  Celular estará em operação no mercado brasileiro. Esta é a expectativa da atual diretoria da empresa, que já recebeu o aval de seu conselho de administração para ingressar no mercado de telefonia celular como uma MVNO ( mobile virtual network operator). Segundo o presidente da empresa, Wagner Pinheiro de Oliveira, já foi decidido que os Correios irão atuar como uma operadora autorizada (que tem sua própria numeração e sistema de bilhetagem ) e, até setembro, deverá estar concluída toda a modelagem da nova operadora.

 

Conforme o vice-presidente de tecnologia e infraestrutura, Antonio Luiz Fuschino, já ficou decidido também que será aberta uma subsidiária para atuar como operadora. Com a subsidiária, explicou, a empresa pode ter mais liberdade na contratação de pessoal para competir melhor no mercado. A intenção é contratar a operadora que será a empresa master por licitação, a exemplo do que foi feito com o Banco Postal. Este processo deverá estar concluído até o final deste ano, acredita ele, para que o Correio Celular entre em operação no primeiro trimestre do próximo ano.