Correios retomam projeto de ser operador de celular MVNO


Depois da desistência dos Correios italianos, que seria  seu parceiro na empreitada, os Correios brasileiros retomam o projeto de ser um operador de celular ou (Mobile Virtual Network Operator) de uma forma mais light. Hoje, a empresa publicou a licitação para o dia 8 de outubro para que as operadoras de celular interessadas disputem a sua parceria sob a forma de Credenciado.

O credenciado é o operador móvel que funciona quase como uma revenda: não tem qualquer obrigação de qualidade ou mesmo de faturamento e não tem número próprio, usando a numeração da empresa incumbent – seja Claro, Vivo, TIM ou Oi – que oferecer a rede.

Se a parceria com os italianos vingasse, eles fariam um MVNO com uma licença de autorização da Anatel, que implicaria uma atuação bem mais agressiva no mercado. A ECT pretende agregar novos serviços a essa operação.

A operação MVNO no Brasil ainda não tem um número de clientes significativo. A maior, a Porto Seguro, tinha pouco mais de 320 mil chips em julho de 2015.

Anterior TIM fará troca grátis de chips 3G por 4G
Próximos Maioria dos brasileiros trocaria de operadora