Correios querem no mínimo R$ 282 milhões para atuar como MVNO


Até o dia 17 de março, os Correios receberão as propostas de empresas interessadas no projeto de exploração do serviço de telefonia móvel por meio de rede virtual (Mobile Virtual Network Operator – MVNO). A estatal será credenciada a uma operadora de celular como seu representante, porém com chip marca Correios. Nessa operação, os Correios usarão a infraestrutura de telecomunicações da operadora selecionada, conforme prevê a resolução 550/2010 da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Para concorrer, a operadora deve estar presente em pelo menos 50% dos municípios brasileiros.

Segundo o presidente da comissão de licitação, Ara Minassian, os Correios retomam o processo seletivo com um novo edital, aperfeiçoado com sugestões recebidas pelas operadoras. Após a abertura das propostas, todas as empresas poderão fazer novos lances. Os Correios avaliarão as propostas considerando o somatório do maior valor de remuneração dos chips pré-pagos e do maior percentual de comissão pela venda de recargas realizadas. O valor mínimo previsto para a operação pretendida é de R$ 282 milhões, para um período de cinco anos. ( assessoria de imprensa). 

 

Anterior Minicom autoriza a TV Record Rio a criar portal na internet
Próximos Spotify vai produzir vídeo para celular