Coordenador do Gip descarta “caladão” com portabilidade


O coordenador-geral do Gip (Grupo de Implantação da Portabilidade) da Anatel, Luiz Antonio Valle Moura, descartou hoje a possibilidade de haver um "caladão" na telefonia, com a implantação da potabilidade numérica, que começa dia 1º de setembro. As operadoras haviam manifestado a possibilidade de ocorrerem problemas semelhantes aos registrados em 1999, quando foi implantado o …

O coordenador-geral do Gip (Grupo de Implantação da Portabilidade) da Anatel, Luiz Antonio Valle Moura, descartou hoje a possibilidade de haver um "caladão" na telefonia, com a implantação da potabilidade numérica, que começa dia 1º de setembro. As operadoras haviam manifestado a possibilidade de ocorrerem problemas semelhantes aos registrados em 1999, quando foi implantado o CSP (Código de Seleção da Operadora).

– O grande problema que aconteceu em 99 era que a marcação pelos usuários mudou, com a inclusão da escolha da operadora. Nesse processo atual não tem interferência do usuário, porque  a marcação é exatamente igual. Não haverá impactos do usuário na rede. Pode causar impacto nos call centers", previu.

Para Luiz Antonio Moura, é natural que apareçam problemas nesta fase de teste da portabilidade nas operadoras. "Os testes são realizados para identificar problemas e solucioná-los, antecipar problemas futuros", disse.

Para o presidente da Brasil Telecom, Ricardo Knopehelmacher,  a questão não é tão simples. segundo ele, os testes apresentaram mais dificuldades do que era esperado. Mas disse que não há risco de "caladão". Mesma posição defendida pelo diretor da Vivo, Sérgio Assenço.

Testes

A fase de testes da portabilidade numérica entre as operadoras e a entidade administrativa começaram no dia 7 de maio deste ano. Os testes entre as operadoras começaram no dia 15 de julho e continuam até o dia 30.

Segundo o coordenador-geral do Gip, durante os teste podem surgir problemas técnicos. "A rede engloba uma série de variáveis e eu não consigo antever que problema poderá surgir. Os testes estão sendo realizados exatamente para encontrar e resolver problemas", disse.

A portabilidade possibilitará aos usuários do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC) e do Serviço Móvel Pessoal (SMP) a mudança de prestadora e a manutenção do número do telefone fixo ou do telefone móvel (celular). Mato Grosso do Sul será o primeiro estado a ter a portabilidade  estabelecida em setembro próximo. Em seguida, Espírito Santo e Acre, na primeira semana de novembro. São Paulo terá um calendário gradual de implementação e levará todo o período estimado para a realização do processo.

Anterior Anatel mantém prazo da portabilidade, mas aumenta a fiscalização dos testes.
Próximos Homologação do pregão do Gesac é publicada no Diário Oficial