Conteúdo para TV paga, a aposta da empresa espanhola.



Londres – A distribuição de conteúdo para TV paga deverá ser a principal fonte de receitas da Telefónica Digital dos próximos três anos, quando irá gerar até 1,5 bilhão de euros para a empresa.

 

Segundo o seu presidente, Matthew Key, a companhia não pretende produzir conteúdo audiovisual para vídeo, mas sim desenvolver sistemas de distribuição e interatividade. A segunda principal fonte de receitas é o portal Terra, que deverá gerar, até 2015, cerca de 1,5 bilhão de euros. “O Terra contará com uma equipe de 70 jornalistas para acompanhar e transmitir as Olimpíadas de Londres”, ressaltou o executivo.

 

Ele frisou que a Telefónica Digital, criada há menos de um ano, surgiu para mudar a cadeia de valor, mas irá sempre atuar integrada com os negócios operacionais do grupo. “Lançaremos produtos para resolver necessidades sociais”, completou. Segundo o executivo, a empresa não pretende ser um Facebook ou um Google, nem tão pouco fabricar aprelhos, tablets ou computadores, mas desenvolver soluções para o ecossistema móvel.

 

Para a área de e-saúde, a empresa espera faturar outros 600 milhões de euros; e mais 700 milhões com produtos para segurança e 800 milhões em soluções para o segmento M2M (máquina a máquina). Já para o segmento de propaganda móvel, para a qual está contando com o apoio de uma equipe de desenvolvodres brasileiros, a empresa espera faturar nos próximos três anos 1 bilhão de euros, perfazendo assim os cinco bilhões de euros  anunicados hoje em conferência para jornalistas.

A jornalista viajou a convite da Telefônica.

 

 

Anterior Telefónica cobrará compra de aplicativo direto em conta
Próximos 2012 será ano de inflexão de NFC