Consórcio Oi/Telemar durruba preço e mantém serviço no Rio


O Consórcio Oi/Telemar venceu hoje o pregão presencial promovido pela Casa Civil do governo do Rio de Janeiro para a contratação do serviço integrado de telefonia fixo-móvel.  O contrato abrange os gastos com telefonia em todos os 92 municípios e inclui as administrações direta e indireta. São 413.340 assinaturas básicas de telefonia fixa e 68.052 …

O Consórcio Oi/Telemar venceu hoje o pregão presencial promovido pela Casa Civil do governo do Rio de Janeiro para a contratação do serviço integrado de telefonia fixo-móvel.  O contrato abrange os gastos com telefonia em todos os 92 municípios e inclui as administrações direta e indireta. São 413.340 assinaturas básicas de telefonia fixa e 68.052 assinaturas de telefonia móvel.

O resultado do pregão presencial- que durou três dias – foi uma redução de 88% dos R$ 72,9 milhões pagos em 2007, sendo fechado em R$ 8,994 milhões. Uma economia de R$ 63,9 milhões. O preço mínimo estabelecido pelo governo no edital foi de R$ 43 milhões.

A disputa envolveu também o consórcio Embratel/Claro. Foram mais de 2 mil lances, num processo iniciado às 14h da última segunda-feira (24) e encerrado às 17h45 desta quarta (26). A Vivo e a CBTC tentaram adiar o pregão, mas acabaram desistindo da disputa. (Da Redação)

Anterior Número de pessoas com celulares cresce 23% em 2007
Próximos Motorola será separada em duas unidades