Consolidação no Brasil é positiva para a Alcatel-Lucent


Osvaldo Di Campli, presidente da Alcatel-Lucent para América Latina e Caribe, considera o movimento de consolidação no Brasil positivo para a companhia. Segundo o executivo, negócios recentes mostram interesse das operadoras em aperfeiçoar suas redes. 

“É muito interessante ver o que está acontecendo no Brasil, com Telefônica e GVT. A Telefônica pagou mais de 1 mil euros por usuário. Esse é o tamanho da importância da rede fixa. Há busca de sinergia para redes fixas de alta capacidade e as redes móveis”, analisa.

A estratégia da AlcaLu para 2015 é ampliar sua participação em banda-larga, fixa ou móvel. “Desde 2012, a cada trimestre, ganhamos 1% a 2% de market share. Vamos brigar na rede IP, de transporte, no acesso fixo com G-Pon e vDSL”, diz. Ele também aposta nos programas sociais para aumentar a busca por soluções da companhia. “Não será possível fibrar todo o Brasil. Será preciso usar o que já existe”, diz. A companhia também pretende trabalhar com operadoras para oferecer serviços especializados a indústrias verticais, como bancos ou mineradoras.

E empresa instalou 23 milhões de acessos em banda larga na América Latina, 8 milhões apenas no Brasil, em fibra e em cobre. A Alcatel-Lucent diz ter atingido 33% de share em redes Edge IP, e 23% em todo o mercado de IP na região.

Na internet móvel, Di Campli comemora os resultados em small cells. “Temos 17 contratos de small cells na AL, com 80% de share na região”. Ele acredita que a integração entre small cells e WiFi deve aumentar o interesse pela tecnologia. 

O cenário macro-econômico foi desafiador em 2014, o que inibiu o crescimento da empresa, especialmente na primeira metade do ano. “Vimos efeitos que complicam a situação, como a apreciação do dólar, que tem efeito sobre o investimento de nossos clientes”, disse. Além da economia, questões regulatórias fizeram com que as operadoras adiassem os investimentos. “Mas, ao final do ano, tivemos resultados positivos”, lembra.

* O jornalista viajou a convite da Alcatel-Lucent

Anterior Telefónica vai lançar site de busca com comando de voz
Próximos Cisco apresenta o Mobility IQ em Barcelona