Conselho da Oi aprova aumento de capital previsto na RJ


certo-confirmado-selecionar-escolher-correto-indicar-mao

O conselho de administração da Oi aprovou as condições de um aumento de capital da companhia. O aumento se dará com a emissão de novas ações ordinárias e novos bônus, que serão atribuídos aos bondholders qualificados.

A capitalização de créditos foi aprovada dentro do limite do capital previsto no estatuto social, afirma a companhia. Serão emitidas, no mínimo, 1.039.868.479 e, no máximo, 1.756.054.163 novas ações ordinárias, ao preço de R$ 7 por ação. Isso corresponde a um montante de R$7,27 bilhões a R$12,29 bilhões.

“Na Capitalização de Créditos também serão emitidos pela Oi até 135.081.089 bônus de subscrição, dentro do limite do capital autorizado, que serão atribuídos aos subscritores das ações objeto do aumento de capital e cada bônus de subscrição conferirá ao seu titular o direito de subscrever 1 ação ordinária de emissão da Companhia”, diz a empresa.

O número total de ações ordinárias e bônus de subscrição a serem emitidos vai depender do resultado do processo de escolha das opções de pagamento pelos bondholders qualificados, cujo prazo foi prorrogado para o dia 8 de março. Também vai depender da “Oferta de Troca (Exchange Offer) a ser realizada aos Bondholders Qualificados que tenham optado pela respectiva opção de pagamento”, diz a companhia no comunicado distribuído ao mercado.

Atuais acionistas

A companhia avisa, ainda, que os atuais acionistas terão direito de preferência. Os atuais sócios poderão exercer tal direito dentro de 30 dias corridos a partir da publicação do aviso aos acionistas, ainda sem data definida. Caso haja adesão dos acionistas, o número de ações a serem subscritas pelos bondholders qualificados será reduzido na mesma proporção. O dinheiro recebido dos acionistas que participarem do aumento de capital será destinado ao pagamento dos bondholders.

Essa capitalização é a primeira das duas previstas no plano de recuperação judicial da Oi. Neste caso, há conversão de dívida em equity, no montante descrito acima. Até fevereiro de 2019, conforme o plano, deverá acontecer outra capitalização, em que bondholders vão colocar dinheiro novo, ou seja, sem alterar o endividamento da companhia.

Anterior Kassab elege Internet para Todos como um dos maiores legados de sua gestão
Próximos Telefónica e China Unicom fazem parceria para IoT

1 Comment

  1. Erick
    6 de Março de 2018

    Avante Oi! Que volte a investir forte para competir de igual pra igual com as outras operadoras.