Conexões móveis atingem 76% de penetração na AL


A 3G Americas, associação setorial de provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações, divulgou hoje, 5, levantamento da Informa Telecoms & Media indicando que já existem 4 bilhões de conexões de terminais móveis em todo o mundo (dezembro de 2008). A região Cala (América Latina e Caribe) responde por 440 milhões, o que …

A 3G Americas, associação setorial de provedores de serviços e fabricantes do setor de telecomunicações, divulgou hoje, 5, levantamento da Informa Telecoms & Media indicando que já existem 4 bilhões de conexões de terminais móveis em todo o mundo (dezembro de 2008). A região Cala (América Latina e Caribe) responde por 440 milhões, o que equivale a 76% de penetração. De acordo com Marisol Gomez, analista regional das Américas para a Informa Telecoms & Media, o crescimento na região se manteve estável, com um incremento de 16% no número de assinantes em 2008. “O mercado regional que vem demonstrando o maior volume líquido de novos assinantes é o Brasil (19 milhões), mas em termos de crescimento anual, notamos que o Peru teve um crescimento muito rápido, com 4,6 milhões de novos assinantes líquidos, resultando em um crescimento anual de 33%”, destacou o analista.

Em relação ao avanço da tecnologia sem-fio para as redes móveis de próxima geração, as perspectivas são otimistas. “As tecnologias de terceira geração continuam avançando, fazendo com que as operadoras GSM já tenham traçado um planejamento certeiro rumo à LTE”, diz Chris Pearson, presidente da 3G Americas. Segundo a associação, hoje, mais de 100 operadoras mundiais, inclusive alguns líderes da indústria, anunciaram que devem migrar suas redes para a LTE a partir de 2010.

O número de usuários sem-fio em serviços 3G também está aumentando. A Informa estimou que são quase 415 milhões de assinaturas 3G atualmente, com uma participação de 77% do mercado 3G em redes UMTS/HSPA ou 320 milhões de conexões, com outros 95 milhões em CDMA EV-DO. O volume de redes UMTS/HSPA comerciais aumentou para 258 em mais de 100 países, que inclui 41 redes em 20 países na região da América Latina e do Caribe. (Da redação)

Anterior Finep destina mais R$ 80 mi para projetos inovadores em TICs
Próximos Setor de fios e cabos teve crescimento de 20% em 2008