Compra da E-plus por Telefónica será estudada ‘profundamente’ por regulador


A Comissão Europeia informou nesta sexta-feira (20) que abriu um processo para investigar “profundamente” se a proposta de aquisição da operadora alemã E-plus, do grupo KPN, pela Telefónica está de acordo com as regras de competição do bloco.

A fusão entre E-plus e Telefónica criaria a líder no mercado alemão de telefonia móvel, à frente da Vodafone e da Deutsch Telecom, com 43 milhões de acessos e cerca de 8,6 bilhões de euros em receita combinada. A compra, por 8,6 bilhões de euros, também tornaria a Telefónica o segundo maior grupo de telecomunicações da Europa, em número de clientes móveis e receita.

O regulador anti-truste da União Europeia já havia expressado preocupações de que tal fusão pode afetar a competição na Alemanha, ao diminuir de quatro para três os grandes competidores. Além disso, a Comissão está preocupada com os operadores restantes podem ter poucos incentivos para garantir acesso a operadoras virtuais (MVNO) e provedores de serviços a suas redes. A CE chegou a afirmar que se preocupa com a possibilidade das empresas “coordenarem seus comportamentos competitivos” e elevarem os preços.

O momento é delicado para a União Europeia, uma vez que o setor pressiona por uma consolidação de telecomunicações para além de fronteiras e esse caso pode ser usado como um indício de como o tema será tratado. (Da redação)
 

Anterior BC revê para cima comportamento do preço de telefonia fixa em 2013
Próximos Alcatel-Lucent vende subsidiária de segurança norte-americana