Comissão de Energia Nuclear do Mdic cria política de segurança da informação e comunicações


A Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) do Ministério da Ciência e Tecnologia e Informação (MDIC) publicou hoje no Diário Oficial da União a nova Política de Segurança de Informação e Comunicação.

Entre os objetivos da política estão os de “elaborar e implementar plano de gestão de riscos, com o objetivo de reduzir as vulnerabilidades, evitar ameaças, minimizar a exposição aos riscos e atenuar os impactos associados aos ativos de informação da CNEN; elaborar e implementar plano de gestão de continuidade, com o objetivo de identificar ameaças e possíveis impactos na continuidade dos processos, e responder e salvaguardar os interesses, a reputação, a marca e as atividades de valor agregado da CNEN; elaborar e implementar mecanismos de auditoria e conformidade, com o objetivo de garantir a exatidão dos registros de acesso aos ativos de informação e avaliar sua conformidade com as normas de SIC em vigor;.

Propões ainda implementar controle de acesso lógico aos sistemas de informação e às redes de computadores e controle de acesso físico às instalações internas, com o objetivo de preservar os ativos de informação da CNEN; e definir regras claras e precisas para uso dos recursos computacionais da CNEN, com o objetivo de evitar a utilização para fins particulares, com abuso de direito ou violação à imagem institucional”. Aqueles que descumprirem a nova política poderão sofrer sanções civis, penais e criminais.

PUBLICIDADE
Anterior Número de apps maliciosos dobrou nos últimos seis meses
Próximos Telecom Italia Media desiste de vender parte da Persidera