Comcast e Time Warner Cable cancelam fusão


A Comcast e a Time Warner Cable, as duas principais provedoras de acesso banda larga fixa dos Estados Unidos, confirmaram hoje (24) a desistência do negócio de fusão. A operação, anunciada ano passado, previa pagamento da Comcast pela TWC de cerca de US$ 45 bilhões. Mas enfrentava resistências dos reguladores e do mercado digital norte-americano.

No comunicado, as companhias admitem que a reação dos órgãos reguladores, como a Federal Communications Commission (FCC) e o Departamento de Justiça. “Claro que gostaríamos de levar nossos serviços a mais cidades, mas estruturamos o acordo de forma que pudéssemos abandoná-lo caso o governo não concordasse”, diz Brian Roberts, CEO da Comcast. A TWC também divulgou comunicado confirmando o cancelamento da fusão.

Tom Wheeler, chairman da FCC, divulgou nota em que parabeniza as companhias pela cisão, que classificou como benéfica aos consumidores. “A transação criaria uma companhia com o maior número de assinantes de banda larga e TV paga do país e dona de uma quantidade significativa de programação. Hoje, o mercado de vídeo online floresce com novos modelos e escolhas. A fusão teria sido um risco à competição e à inovação”, disse.

“Isto é uma vitória não apenas para o Departamento de Justiça, mas para provedores de conteúdo e serviços de streaming que trabalham para criar produtos inovadores”, disse o procurador-geral norte-americano Eric Holder. Seu comentário remete aos acordos de tráfico que a Netflix foi obrigada a assinar com a Comcast e com a TWC para conseguir que seus conteúdo via streaming trafegassem sem estrangulamento pelas redes destas companhias.

Anterior Oi simplifica pacotes de telefonia fixa
Próximos Samsung vai trocar iPhone usado por desconto na compra do novo Galaxy S6