Com um milhão de manifetações, FCC adia resposta sobre neutralidade da rede


A FCC (Federal Communication Comission), agência de telecom norte-americana prorrogou para até 15 de setembro a resposta às contribuições à consulta pública sobre a neutralidade da rede, devido ao grande volume de manifestações.

A FCC (Federal Communication Comission), agência de telecom norte-americana prorrogou para até 15 de setembro a  resposta às contribuições à consulta pública sobre a neutralidade da rede, devido ao grande volume de manifestações: mais de um milhão do opiniões foram protocoladas à consulta pública, cujo prazo para manifestação se encerrou em 18 de julho.

A intenção da agência era responder a todas as sugestões até 10 de setembro, mas prorrogou o prazo por mais 5 dias porque a grande quantidade de contribuições acabou congestionando o seu  website.

Além do cidadão comum, associações que representam corporações pesos pesados também já se manifestaram. Entre eles, a Internet Association, que defende a neutralidade da rede também para a telefonia móvel.

Anterior Receita altera tributação na contratação de datacenters no exterior
Próximos Vodafone quer comprar a Vivo, Claro ou TIM, diz jornal.