Com GVT, Telefônica tem receita líquida de R$10,3 bilhões no primeiro tri


A Telefônica Brasil divulgou hoje, 22, o primeiro balanço pro-forma incluindo os resultados da GVT, cuja compra foi concluída em maio. O resultado mostra como teriam ficado os resultados da empresa desde o primeiro trimestre de 2014 ao primeiro trimestre de 2015.

Para os três primeiros meses deste ano, a receita líquida registrada foi de R$ 10,36 bilhões. O número mostra crescimento das operações sobre o mesmo período de 2014, na ordem de 5,13%. A receita com serviços móveis ficou em R$ 5,89 bilhões. Deste total, o consumo de dados e SVA gerou receita de R$ 2,47 bilhões. Voz representou R$ 2,87 bilhões.

Em telefonia fixa, Telefônica + GVT tiveram receita de R$ 4,13 bilhões, dos quais, R$ 1,97 bilhão veio de voz, R$ 764 milhões vieram de banda larga, R$ 692 milhões foram originados em serviços corporativos, e R$ 393,2 milhões, da TV paga. Os custos operacionais do conjunto das empresas foi de R$ 7,25 bilhões no trimestre terminado em março. O EBITDA ficou em R$ 3,11 bilhões, com margem de 30%.

Os números mostram que a GVT somou R$ 1,5 bilhão à receita operacional líquida e R$ 514 milhões ao EBITDA. As empresas não divulgaram o lucro proforma. O resultado da Telefônica sem a GVT pode ser visto aqui.

Anterior Governo autoriza reajuste de taxas de fiscalização em diversas áreas. Telecom fica de fora.
Próximos CVM multa ex-diretores da Brasil Telecom por compra irregular do IG