Com crescimento de 39%, país soma 110 milhões de conexões à internet em julho


Com crescimento de 39%, o número de acessos em banda larga ultrapassou 110 milhões em julho deste ano frente a julho de 2012. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil), 31 milhões de novos acessos foram ativados nos últimos doze meses. Desde o início do ano, 24 milhões de acessos já foram ativados, a um ritmo de 1,3 nova conexão por segundo.

 
Na banda larga fixa, os acessos somaram 21,4 milhões em julho. Desse total, 2,4 milhões de conexões foram ativadas nos últimos doze meses, com crescimento de 12,4% no período. A quantidade de acessos em banda larga fixa significa que 39% dos domicílios brasileiros urbanos têm internet de alta velocidade, estima a entidade.  “O Brasil, em números absolutos, foi o país que mais cresceu em acessos à banda larga fixa na América Latina, em 2012, se posicionando entre os 10 países com maior base de banda larga fixa no mundo”, afirma.

Segundo o levantamento, a internet rápida pela rede móvel alcançou um total 88,7 milhões de acessos em julho, com 47,6% de crescimento em relação a julho de 2012. Na banda larga móvel, 73,8 milhões são de conexões de celulares, incluindo os smartphones, e 14,9 milhões são terminais de dados, entre eles modems de acesso à internet e chips de conexão máquina-máquina (M2M).

A expansão também se deu na cobertura das redes de banda larga móvel, que cresceu 12%, com a ativação de 374 municípios nos últimos 12 meses. “Ao todo, as redes de terceira geração estão instaladas em 3.414 municípios, onde moram 89% dos brasileiros. Esse total de municípios supera em mais de três vezes as obrigações de cobertura previstas no edital, que são de conectar 928 municípios até abril de 2013. Só neste ano, 129 municípios receberam as redes de 3G”, sustenta a associação.

A tecnologia de quarta geração (4G), inaugurada com sucesso no dia 30 de abril e que permite velocidade conexão à internet até dez vezes mais rápida que a 3G, já conta com mais de 250 mil acessos. O 4G já chega a 32 cidades, número cinco vezes maior que a exigência definida pelo edital de licitação, que era a de cobrir apenas as seis cidades sede da Copa das Confederações, atendidas em abril.

Ainda de acordo com a entidade, estudo da Associação GSM divulgado recentemente mostra que nos planos de banda larga para smartphones com 250 MB de download, o Brasil está entre os mais baratos, com queda 70% nos preços desde 2010. Nos planos para recarga diária, o Brasil tem entre suas operadoras o segundo preço mais barato, de US$ 0,25.(Da redação, com assessoria de imprensa)

Anterior Relatório destaca rapidez da implantação da 4G
Próximos Governo reforça capital da Alcântara Cyclone Space