Cobrança indevida na conta de telefone destaca-se no ranking do Procon


O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) já está em operção na página do Ministério da Justiça. Para entrar no sistema e verificar o ranking das empresas com o maior número de reclamações registradas nos Procons dos estados, basta acessar o endereço (www.mj.gov.br/dpdc/sindec). Os dados podem ser consultados por listagem de fornecedores …

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) já está em operção na página do Ministério da Justiça. Para entrar no sistema e verificar o ranking das empresas com o maior número de reclamações registradas nos Procons dos estados, basta acessar o endereço (www.mj.gov.br/dpdc/sindec).

Os dados podem ser consultados por listagem de fornecedores ou por gráficos com área, faixa etária e sexo. No Rio de Janeiro, por exemplo foi possível verificar a situação da Telemar/Oi, concessionária de telefonia fixa no período de maio a setembro de 2007. Nesse período, a principal reclamação no Procon se referiu ao item cobrança indevida, com 662 queixas.

A mesma situação também ocorreu com a Brasil Telecom, no Rio Grande do Sul. No mesmo período, o maior número de raclamações registradas no Procon do estado foram sobre cobrança indevida, com 263 queixas. As operadoras móveis também figuram no Sindec e entre elas a  Vivo, na Bahia também registra cobrança indevida, com 208 reclamações.
 
Atualmente o Sindec está implantado em 21 Estados: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. O sistema conta com informações de mais de 60 órgãos municipais e estaduais e continua recebendo adesões, como Sergipe, que estará integrado à rede em breve. Os estados de São Paulo, Roraima e o Distrito Federal estão na fase preparatória de implantação do Sindec.

Anterior Mercado de PCs deve crescer 17% em 2008
Próximos Desenvolvimento lança consulta para mudar PPB da TV digital e do celular