Clubes vão negociar direito de transmissão dos jogos diretamente com empresas


A exemplo do Corinthians, que pediu ontem licença do Clube dos Treze (C-13), os quatro principais clubes do Rio resolveram nesta quarta-feira (23) desconsiderar as negociações dos direitos de transmissão dos Campeonatos Brasileiros de Futebol de 2012 a 2014 pela entidade. Em nota divulgada, os presidentes dos times disseram que vão negociar diretamente com as empresas interessadas.

O principal motivo do ‘racha’ é a determinação do C-13 de vender os direitos de transmissão pela maior proposta em dinheiro. Na categoria TV aberta, a Record deve superar a oferta da Globo, o que desagrada os clubes dissidentes. Eles argumentam que além da proposta financeira, deve ser levada em consideração a exposição da marca do time e dos patrocinadores, onde, na opinião deles, a Globo leva vantagem.

Para evitar a saída dos times, o C-13 chegou a propor um bônus preferencial de 10% para a emissora, o que pode contrariar decisão do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que vetou o direito de preferência que a Globo exercia nas negociações anteriores.

Na categoria TV fechada, além da “Globo”, outras três empresas mostraram interesse no cabo e no pay-per-view do Campeonato Brasileiro: “ESPN”, “Oi” e “Telefônica”. “Globoesporte”, “Terra”, “iG”, “Oi” e “UOL” pleiteiam os direitos para a internet. (Da redação)

Anterior GDF e Minicom fazem parceria para transformar Brasília em cidade wi-fi
Próximos CPqD amplia laboratório de sistemas de energia