Claro começa a usar comercialmente faixa liberada em Rio Verde


4g-lte-logoA Claro ativou nesta semana sua rede móvel que trabalha em 700 Mhz em Rio Verde (GO). A operadora vai usar a tecnologia LTE-Advanced, agregando as faixas de 700 MHz e de 2,6 GHz. A união das frequências resulta em um serviço mais rápido, vendido pela empresa com o nome de 4GMax.

A faixa de 700MHz foi adquirida pela operadora no Leilão realizado pela Anatel, em 2014, e liberada para a operação do Serviço Móvel Pessoal de quarta geração após o desligamento da TV analógica, em março deste ano.

“Com a combinação das frequências, além do ganho na velocidade, também é possível aumentar a capacidade do número de usuários navegando simultaneamente com alta qualidade. Há, ainda, melhora no sinal indoor e ampliação de cobertura 4G e na evolução do 4GMax, já que a banda 700MHz é menos propensa a obstruções”, diz a empresa em comunicado.

Em novembro de 2105, a Claro iniciou os testes com LTE-Advanced no país, em Anápolis (GO). Lá, utilizou, em todas as torres, o espectro na frequência 2.600MHz e, em algumas áreas especificas, 1800 MHz + 2600 MHz. No mês seguinte, em dezembro, a operadora iniciou testes em Rio Verde (GO), desta vez agregando três frequências: 700, 2.600 e 1.800 MHz.

A Claro adquiriu, por R$ 2,9 bilhões, o lote mais disputado do leilão de 700 MHz, promovido em setembro de 2014 pela Anatel. A licença adquirida, de caráter nacional, autoriza o uso de radiofrequência de 10 + 10 MHz.

Anterior Algar e Atos fazem parceria por nuvem "flexível"
Próximos Cientistas continuam a pressionar contra fusão do MCTIC