Claro pretende cobrir 80% do país com rede IoT LTE até o fim do ano


A Claro Brasil, detentora das marcas NET, Claro e Embratel, pretende cobrir 80% do território nacional com LTE-IoT. O anúncio envolve a Claro, com as soluções móveis, e a Embratel, responsável pelos negócios de IoT do grupo.

Atualmente, a rede para internet das coisas da companhia abrange 60% do país e usa principalmente a tecnologia 2G. Com a expansão, a operadora vai tornar a infraestrutura compatível também com as tecnologias LTE M1 e NB-IoT LTE.

Em comparação com o LTE tradicional, o Cat-M1 e o NB-IoT são projetados para atender à conectividade celular de baixo custo para aplicações de IoT com reduzida taxa de dados. Por exemplo, são boas para conectar sensores de medição de energia, segurança predial, infraestrutura, controle e automação industrial, ponto de venda no varejo, rastreamento de ativos, médicas, iluminação e telemática aftermarket. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Governo libera R$ 100 milhões para a Telebras
Próximos Big data: a riqueza dos dados