Claro lidera a lista de reclamações no celular do Procon-SP em 2012. Dois bancos também ganham o pódio.


Terceiro colocado em 2011, o Itaú Unibanco teve 647 reclamações não atendidas em um total de 1108. A operadora de telefonia saltou da 16ª para a 2ª posição ao somar 1006 queixas, sendo 208 delas não respondidas. O Bradesco fecha o “pódio” com 976 ocorrências, mais da metade delas não atendidas. O Procon-SP reúne fornecedores do mesmo grupo, adotando na lista o nome de como a empresa é conhecida pelo público. 

 

Os sites de varejo, e especialmente os de compras coletivas, tiveram destaque no setor de serviços privados, com aumento no número de reclamações em 2012 em relação ao ano passado. O Groupon, teve um “quantitativo elevado de reclamações” que o levaram da 228ª para 21ª posição, e foi convocado pelo Procon, tendo firmado compromisso de redução de demandas.

 

 

A Claro disse que tem trabalhado para a melhoria contínua da qualidade dos serviços, e que implementou novas ferramentas para o atendimento e autosserviço dos clientes como canais interativos de consultas, canais de atendimento eletrônico e canais de compra de pacotes por SMS.


Queda em reclamações

 

O órgão de defesa do consumidor da capital paulista informa que, no ano passado, foram realizados 602 mil atendimentos (17% menos que em 2011), dos quais 463,5 mil foram consultas e orientações. Outras 139 mil foram queixas efetivamente – demandas que o consumidor registra junto à fundação, mas 79% foram solucionados. O índice é considerado elevado pelo Procon-SP. Dos 21% que se tornaram reclamações fundamentadas, a maioria, 56%, não foi atendida.

 

A área de produtos (móveis, eletrônicos e vestuário, dentre outros) foi a que teve mais reclamações, com 33%. Segundo o Procon-SP, os telefones celulares são os que geram mais problemas nesse setor. “Mas algumas das empresas que estavam no topo do ranking caíram expressivamente, pois se aproximaram mais do cliente”, afirma.

 

O setor financeiro (bancos, seguradoras e financeiras), vem em seguida com 25,7% das reclamações e os serviços essenciais (telecomunicações, energia elétrica, saneamento básico, dentre outros), em terceiro, com 16,5%.

 

A Claro também lidera no primeiro ranking estadual, que soma as reclamações da capital e de cinco

municípios do interior paulista (Jundiaí, Votuporanga, São José dos Campos, São José do rio Preto e Santo André). O Itaú-Unibanco fica em segundo, e a Vivo, em terceiro.

 

Multas

 

Em multas, o Procon aplicou R$ 700 milhões em multas e conseguiu recolher 40% desse valor.

NOME FANTASIA – FORNECEDOR RECLAMAÇÕES
ATENDIDAS
RECLAMAÇÕES NÃO ATENDIDAS TOTAL DE RECLAMAÇÕES RANKING 2011
1 – Itaú Unibanco 461 647 1108
2 – Claro 798 208 1006 16º
3 – Bradesco 386 590 976
4 – Vivo 809 158 967
5 – B2W/Americanas.com/ Submarino/ Shoptime/ Sou Barato 507 211 718
6 – BV 54 567 621 25º
7 – Carrefour 223 372 595
8 – Grupo Oi 440 146 586
9 – Eletropaulo 220 356 576
10 – Santander Real 303 265 568 11º
11 – TIM  383 176 559
12 – Pão de Açúcar/ Extra/ Pontofrio.com/ Casasbahia.com 365 110 475 29º
13 – Microcamp 288 181 469 18º
14 – Banco do Brasil 149 301 450 12º
15 – Panamericano 105 333 438 10º

agências de notícias

Anterior ICMS incide sobre venda de chip pré-pago de telefonia, diz MPF.
Próximos Juíza nega às teles a abertura dos contratos de compartilhamento de fibras entre Telebras, Petrobras e Eletrobras.