Claro fica à frente em velocidade em ranking de banda larga


Abstract speed motion of fiber optics technology, vector illustration

A Claro foi a operadora brasileira que registrou as velocidades mais altas na banda larga fixa, de forma consistente, no primeiro semestre do ano, conforme o serviço de medição Ookla Speedtest. As medições apontam que a operadora obteve velocidade máxima de 120.19 Mbps. A segunda maior velocidade foi registrada pela TIM Live, com 103,21 Mbps, seguida pela Vivo, com 100,89 Mbps. As velocidades mais altas da Oi estavam na casa dos 35,36 Mbps.

Estes dados se reverem à média das velocidades máximas registras no 90º percentil das medições. O Speedtest também aferiu a mediana, a velocidade que é obtida pelo cliente exatamente entre a velocidade máxima e a mínima registrada pela empresa. Neste caso, a Claro também tem mediada mais alta, de 35,92 Mbps. TIM (29,58 Mbps), Vivo (19,09 Mbps) e Oi (8,98 Mbps) vêm em seguida.

No upload, a Vivo se destaca. A operadora registra 70,7 Mbps de upload no 90º percentil e 5,29 Mbps na mediana. Já a TIM tem 61,38 no 90º percentil e 23,58 Mbps na mediana. A Oi registra 10,53 Mbps e 0,68 Mbps, respectivamente.

Segundo o Speedtest, por conta do desempenho, a Claro recebeu o prêmio de rede mais rápida do Brasil. Para a premiação, a empresa faz um cálculo em que dá maior peso ao download do que ao upload de dados. A empresa diz que o download é mais importante para a percepção de qualidade do cliente.

As medições foram espontâneas, realizadas por usuários. No caso da Claro, foram 11,9 milhões de testes. Os clientes TIM fizeram 1,9 milhão de medições. Enquanto os da Vivo acessaram o site 9,18 milhões de vezes, e os da Oi, 4,3 milhões.

Na média, as velocidades mais altas do Brasil ficam em 82,52 Mbps, com upload de 40,66 Mbps, e tempo de resposta de 24 ms.

Móvel

A Ookla Speedtest compilou ainda o desempenho das operadoras brasileiras na banda larga móvel na primeira metade do ano. A Claro apresentou velocidades mais altas que as demais também neste caso. Na média, a internet móvel do país tem velocidades de 21,55 Mbps no download e de 8,75 Mbps no upload, com latência de 56 ms.

A Claro registrou velocidade média de 31,77 Mbps no celular, 10,75 Mbps de upload. A Vivo aparece em seguida, com 23,41 Mbps e 9,08 Mbps. A TIM foi a terceira, com 15,09 Mbps e 7,98 Mbps, respectivamente. Oi (14,03 e 6,5 Mbps) e Nextel (8,62 e 5,58 Mbps) fecham o ranking.

Vale lembrar que embora estes rankings sejam interessantes para o consumidor ver quais operadoras conseguem entregar velocidades maias altas de modo geral, há muito elementos que podem impactar no resultado. Distâncias dos clientes em relação às estações radiobase, modelo de celular, dispersão de antenas, quantidade de aparelhos conectados a uma mesma ERB, são situações que interferem no desempenho geral e que o Speedtest não detecta.

Anterior Consulta pública de edital da 5G sai este ano e licitação deve ser feita em 2020, prevê técnico da Anatel
Próximos Cai o investimento em infraestrutura de TI