Claro anuncia serviço de propaganda no celular


A Claro anunciou hoje um acordo com a MyScreen Mobile, empresa americana especializada em mobile advertising, para oferecer um aplicativo que permitirá aos anunciantes desenvolverem campanhas segmentadas, direcionadas aos clientes que aceitam receber mensagens promocionais após as chamadas realizadas, com base em perfis demográficos e de interesse pessoal. A previsão é de que o serviço …

A Claro anunciou hoje um acordo com a MyScreen Mobile, empresa americana especializada em mobile advertising, para oferecer um aplicativo que permitirá aos anunciantes desenvolverem campanhas segmentadas, direcionadas aos clientes que aceitam receber mensagens promocionais após as chamadas realizadas, com base em perfis demográficos e de interesse pessoal. A previsão é de que o serviço esteja disponível em dezembro, inicialmente para Blackberry e aparelhos com sistema operacional Symbian. Para o início do ano a oferta será ampliada para o iPhone, da Apple, e smartphones com  sistema Android.

"A propaganda será enviada apenas para os clientes que quiserem e estes terão recompensas e benefícios pelas campanhas recebidas, como, por exemplo, créditos adicionais", explicou Fiamma Zarif, diretora da Claro. Segundo ela, mais de 50% da base de usuários da operadora, de 42 milhões de assinantes, concorda em receber essas mensagens. "Estamos testando o formato e a aceitação do usuário e acreditamos que celular como mídia é uma tendência irreversível", comentou a executiva. O serviço poderá ser ofertado tanto pela empresa parceira, que está contactando agências de publicidade no Brasil, quanto pela própria Claro.

Receitas de serviços

A Claro, destacou seu presidente João Cox, foi a operadora do grupo América Móvil que apresentou maior crescimento nas receitas de serviços de valor adicionado no terceiro trimestre deste ano. "A receita líquida de serviços da empresa cresceu 8,7% no terceiro trimestre, em relação ao mesmo período de 2008, impulsionada pela receita de serviços de valor agregado, que teve um crescimento de 66,1% ano a ano", comentou. A operadora, antecipou Cox, anunciará outras inovações até o final do ano. Entre os lançamento previstos está um modem 3G, com antena externa para TV digital.

Resultados

No 3º trimestre de 2009, a Claro conquistou 1,792 milhão de novos clientes e obteve receita líquida de R$ 3,1 bilhões, o que representa um avanço de 4,6% em comparação com o 3º trimestre do ano passado. No acumulado do ano, a receita líquida total atingiu R$ 8,8 bilhões, com crescimento de 4,6% no período. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 2,1 bilhões. O EBITDA do trimestre foi de R$ 678 milhões e a margem EBITDA ficou em 22,0%, similar àquela registrada em 2008. O lucro operacional (EBIT) foi de R$ 217 milhões, com incremento de 110,0% em relação ao ano anterior.

Cox enfatizou que a participação de mercado da operadora é de 25,45%, menos de 4 pontos percentuais de diferença para a Vivo, que lidera o mercado em número de assinantes. A base de clientes pós-pagos da Claro cresceu 20,6% em relação ao 3º trimestre do ano passado e representa mais de 20% de seus assinantes. Os pré-pagos apresentaram avanço de 18% ano a ano.

Apesar dos avanços, a empresa registrou queda de 10% na receita média do usuário (Arpu) no terceiro trimestre deste ano em relação a igual período do ano passado, e redução de 15,2% no MOU (Minutos por Uso), de 101 minutos em 2008 para 86 neste trimestre, na média mês.

Anterior Amdocs adquire jNetx por US$ 50 milhões
Próximos Móveis podem oferecer banda larga popular mas sem o Fistel, diz Cox.