Cisco tem lucro de US$ 2,8 bi no seu 2º trimestre fiscal de 2019


A Cisco, fabricante de equipamentos para comunicações, divulgou na noite de ontem, 13, os resultados referentes ao seu segundo trimestre fiscal de 2019, encerrado em 26 de janeiro. A companhia aumentou as receitas em 7%, na comparação ano a ano. Estas chegaram a US$ 12,4 bilhões.

O lucro líquido foi de US$ 2,8 bilhões, ante prejuízo de US$ 8,8 bilhões registrados no mesmo período do ano fiscal anterior devido à adequação às novas regras de tributação dos Estados Unidos (Tax Cuts and Jobs Act), que previa pagamento de impostos sobre dinheiro repatriado de subsidiárias.

A companhia cresceu em todas as geografias em que tem presença. Nas Américas, registrou expansão de 7% na quantidade de contratos. A Europa, África e Oriente Médio, 11%. E na Ásia Pacífico, 6%.

Houve crescimento de vendas para quase todo tipo de cliente. No segmento corporativo, a expansão foi de 11%. No setor público, 18%. No varejo, 7%. O destaque negativo ficou por conta das operadoras de telecomunicações, que diminuíram em 1% os pedidos.

A Cisco também relata que o projeto de se tornar uma empresa cada vez mais baseada em serviços segue em boa toada. A área de aplicações da empresa faturou US$ 1,4 bilhão, crescimento de 24% ano a ano. A área de infraestrutura (hardware) cresceu 6%, mas ainda é a vaca leiteira, responsável por receitas de US$ 7 bilhões. No mercado de soluções de segurança, o crescimento foi de 18% (receita de US$ 658 milhões). Em serviços, o faturamento foi de US$ 3 bilhões (1% de aumento a.a.).

Anterior Serviços de telecomunicações fecham 2018 com queda de 2,8%
Próximos Anatel aprova aumento de capital da Claro

2 Comments

  1. Antônio
    15 de Fevereiro de 2019

    Segundo trimestre fiscal de 2019???? Não seria 2018?

    • 15 de Fevereiro de 2019

      A Cisco já está no ano fiscal de 2019 há dois trimestres.
      Obrigado.