Cisco instala WiFi para a Linktel no metrô carioca


A Cisco implantou a infraestrutura de wifi em três estações do metrô do Rio de Janeiro – Flamengo, Largo do Machado e Catete. O serviço de WiFi, prestado pela Linktel, funciona desde março deste ano e é utilizado pelos usuários e estabelecimentos comerciais dentro das estações.

Foram instalados Access Points Cisco Aironet 2602-i e a controladora Cisco 8500, além da arquitetura Cisco Prime, que integra as soluções Prime LAN Management Solutions (LMS) e Prime Network Control System (NCS). A infraestrutura foi implantada em topologia “estrela”, interligada com a central da concessionária e com os pontos de WiFi dispostos nos mezaninos e nas plataformas.

Em abril, o MetrôRio registrou 4.869 acessos nas três estações. O maior volume foi na estação Flamengo: 2.140 autenticações. Diferentemente do projeto WiFi Livre da prefeitura de São Paulo, que não pede cadastro, no Rio o usuário preenche um formulário com informações básicas – nome completo, RG, CPF e login/senha – para se conectar.

O cadastro é único (serve para todas as estações do MetrôRio) e é feito apenas uma vez. Os dados coletados são usados pelo MetrôRio na otimização de sua comunicação, utilizando a base de dados para o envio de informações segmentadas via SMS ou e-mail (como horários de manutenção, ajuste de tarifas, entre outros). Quem tem o aplicativo da Linktel de outros locais também pode se conectar ao WiFi do MetrôRio.

Durante todo o tempo de operação nas três estações do MetrôRio não foi reportada nenhuma parada da rede Wireless, nem problemas de comunicação ou autenticações de usuários. Nem mesmo durante a implantação do projeto foi necessária a interrupção do serviço – o tráfego das estações foi agregado ao resto da rede sem parada de equipamentos, segundo as empresas.

A MetrôRio deve colocar WiFi gratuito em funcionamento em todas as 36 estações até o fim deste ano (hoje são 17 estações com o serviço). (Com assessoria de imprensa)

Anterior Minicom vai abrir outorgas para rádio comunitária em 700 municípios
Próximos Facebook se prepara para iniciar o Internet.org no Brasil