Cisco cria núcleo de integração olímpica para o COB


O Comitê Olímpico do Brasil (COB) utilizará tecnologia de rede e colaboração da Cisco na comunicação com Confederações Brasileiras Olímpicas, Centros de Treinamento e delegações em todo o Brasil e ao redor do mundo. O Núcleo de Integração Olímpica, localizado na sede da entidade no Rio de Janeiro, utilizará a solução de Colaboração Imersiva da empresa.

A Cisco fornecerá estações de vídeo colaboração, câmeras de vídeo monitoramento de alta definição e licenças de software de conferência, além da substituição da plataforma de telefonia da entidade. A partir de agora, todos os funcionários do COB podem contar com telefones capazes de fazer vídeo chamadas.

“Para o COB, o legado que a tecnologia da Cisco deixará para o esporte brasileiro será gigantesco. Esta é uma ação pioneira na história do esporte nacional e que auxiliará o Brasil a evoluir cada vez mais em termos de organização, beneficiando, consequentemente, a preparação dos atletas”, afirma o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman.

“O apoio da Cisco está alinhado ao objetivo do COB de posicionar o Brasil entre as 10 maiores potências olímpicas do mundo”, afirma Rodrigo Dienstmann, presidente da Cisco. A tecnologia permitirá ao COB reduzir custos de viagem. Com a economia, poderá incrementar os investimentos diretos na preparação dos atletas. Outros benefícios são a otimização do tempo de gestores, atletas e equipes técnicas, a realização de treinamentos e palestras a distância e maior agilidade e qualidade na interação com médicos, fisioterapeutas e intérpretes, já que muitas confederações possuem estrangeiros nas suas comissões técnicas.

Os equipamentos instalados são o Cisco TelePresence IX5000 series, que é a primeira estação de colaboração imersiva deste modelo instalada no Brasil. A IX5000 possui três telas LCD de 70 polegadas, câmeras 4K de ultra definição e áudio com qualidade de cinema. Além da sala de colaboração imersiva, o projeto inclui 54 estações de vídeo colaboração dos modelos MX800, MX200 e DX80, 30 câmeras HD de vídeo monitoramento, 200 vídeo fones, 25 switches de rede e cinco servidores e licenças Webex e Jabber. Esses últimos permitem reuniões online, compartilhamento de arquivos e chats, a partir de dispositivos móveis conectados à internet.

No total, o projeto engloba mais de quatro toneladas em equipamentos que serão distribuídos na sede do COB, Confederações e Centros de Treinamento, ficando disponíveis para os gestores, atletas, treinadores e equipes técnicas. A empresa e a entidade não divulgaram o valor do investimento. (Com assessoria de imprensa)

Anterior China dá sinal verde para fusão entre Nokia e Alcatel-Lucent
Próximos UIT aprova padrões para radiodifusão com som de ultra definição