China Telecom e China ComService criam sede no Brasil


A China Telecom e a China Communications Services Corporation (China ComService) anunciaram na segunda-feira (11) seus planos para ampliar a atuação na América Latina. Para isso, as companhias estão abrindo sedes no Brasil, em São Paulo, e afirmaram que trabalharão de forma colaborativa para expandir os negócios na região.

“Nós reconhecemos a importância do Brasil e do mercado latino americano em geral. Estamos empenhados no desenvolvimento do mercado brasileiro, que atuará como um centro para nossas operações em contínua expansão na América Latina. A China Telecom do Brasil também estabelecerá parcerias com operadoras de telecomunicações da América Latina e do Brasil para expandir nossa cobertura de redes e serviço”, afirmou o presidente da China Telecom Americas, Donald Tan.

A China Telecom do Brasil, administrada pela China Telecom Americas, também aproveitou para divulgar o portfólio de produtos e serviços de dados, que inclui IPLC (International Private Leased Circuit), Acesso por IP, VPN com IP, bem como serviços de dados totalmente gerenciados. A empresa planeja introduzir os serviços de Internet Data Center (IDC) e Computação em Nuvem no futuro.

Além disso, fornecerá serviços de voz por volume para a comunicação entre o Brasil e regiões do Pacífico Asiático, incluindo a China. A China Telecom do Brasil fornecerá serviços de voz e dados de nível internacional para empresas multinacionais, organizações e operadoras internacionais sediadas no Brasil e empresas multinacionais com sede na China que precisam de uma conexão entre Brasil e China e outros países do Sudeste Asiático.

Já a China Communications Services do Brasil fornecerá serviços de infraestrutura de telecomunicações tais como projeto, construção e supervisão e gerenciamento de projetos; serviços de terceirização de processos comerciais, tais como manutenção, distribuição de serviços e produtos de telecomunicação e gerenciamento de instalações, além de aplicativos, conteúdo e outros serviços de terceirização de TI.

“O estabelecimento da China Communications Services do Brasil é um passo estratégico e importante da expansão da CCS no exterior. Certamente, o fornecimento de serviços de alta qualidade no Brasil permitirá que a China ComService acumule experiência para aprimorar e solidificar seus serviços na América Latina”, declarou Xiaoyi Liu, vice-presidente executivo da China ComService.

O executivo também enfatizou que a “China Communications Services do Brasil gostaria de participar do desenvolvimento das telecomunicações no Brasil e fornecer serviços de alta qualidade para clientes brasileiros na  construção da infraestrutura de telecomunicações, manutenção de rede e integração de sistemas aplicando uma experiência bem-sucedida e vantagens técnicas para atender às operadoras domésticas da China”.

Em 1 de setembro de 2011, a Anatel, emitiu uma licença para Serviços de Comunicação Multimídia (MCS) para a China Telecom do Brasil. A empresa afirma que, desde então, investiu milhões de dólares para concluir a construção do Ponto de Presença (PoP) de São Paulo e a rede internacional que o conecta à rede de backbone de acesso global da América do Norte, que estabelece uma conexão de rede direta da América do Sul para a China. No segundo semestre de 2012, a China Telecom do Brasil construirá a segunda rede PoP no Brasil para aumentar a capacidade e confiabilidade da rede. (Da Redação)

Anterior Leilão 4G: Claro e Vivo renunciam a frequências de MMDS
Próximos Leilão 4G: Fracassa a venda avulsa da faixa de 450 MHz