Chile anuncia adesão ao sistema nipo-brasileiro de TV digital


O ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou hoje que a presidente do Chile, Michelle Bachelet, assinou a opção para utilizar o sistema nipo-brasileiro de TV digital. “Essa agradável notícia me foi transmitida pelo embaixador daquele país no Brasil”, disse. Ele prevê para até o início do próximo mês, a adesão da Venezuela e vê possibilidades …

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou hoje que a presidente do Chile, Michelle Bachelet, assinou a opção para utilizar o sistema nipo-brasileiro de TV digital. “Essa agradável notícia me foi transmitida pelo embaixador daquele país no Brasil”, disse. Ele prevê para até o início do próximo mês, a adesão da Venezuela e vê possibilidades de entendimento rápido com o Equador e Cuba. “Estamos caminhando para um sistema sul-americano de TV digital, o que é importantíssimo, sobretudo na área de produção e disseminação de conteúdo”, disse.

O anúncio da adesão do Chile foi feito durante assinatura de um acordo de cooperação técnica entre Brasil e Peru para a implantação do sistema de TV Digital nipo-brasileiro naquele país. O governo peruano aderiu ao padrão em abril deste ano. Segundo o ministro de Transportes e Comunicações do Peru, Enrique Cornejo, a proposta apresentada pelo Brasil e o Japão levou larga vantagem sobre a dos europeu e americano, seja do ponto de vista tecnológico, econômico e de cooperação.

Além da transferência tecnológica, garantida com o acordo firmado hoje, o Peru também terá direito de acesso a linha de crédito do BNDES, com capital de R$ 1 bilhão. “Os empresários do meu país já estão conversando sobre esse financiamento e esperamos ter notícias concretas na próxima semana”, disse Cornejo.

No dia 21, Lima sediará a reunião do Fórum Internacional da TV Digital, que contará com a presença dos ministros da área de comunicações do Brasil, Japão, Argentina e Chile. Cornejo espera que até março do ano que vem um canal público de TV esteja testando a transmissão digital e, em julho, pelo menos um canal privado, dos quatro a cinco mais importantes, possa transmitir a Copa do Mundo com imagem de alta definição.

Além do Peru, a Argentina também aderiu ao padrão nipo-brasileiro de TV digital no final do mês passado. As adesões da Venezuela, Equador e Cuba, onde as negociações já estão avançadas,  são dadas como certas e o Brasil já iniciou as conversas com a Bolívia e o Paraguai. Costa não descarta a possibilidade de Colômbia e Uruguai, que optarem pelo sistema europeu, possam também aderir. “Quem erra tem direito a voltar atrás”, disse Costa.

Anterior Motorola lança software para gerenciar redes sem-fio
Próximos Oi oferece acesso gratuito para clientes Velox 3G