CEO da Siemens descontente com a joint com a Nokia


O que, há poucos dias, parecia especulação, está virando notícia. Isso porque Peter Löescher, principal executivo da empresa alemã, declarou, em entrevista, sua insatisfação com a joint-venture feita com a finlandesa Nokia. “Estamos absolutamente insatisfeitos com a NSN”, afirmou, sem dizer, porém, se a Siemens pensa em desfazer a associação, firmada até 2013. A Nokia-Siemens …

O que, há poucos dias, parecia especulação, está virando notícia. Isso porque Peter Löescher, principal executivo da empresa alemã, declarou, em entrevista, sua insatisfação com a joint-venture feita com a finlandesa Nokia. “Estamos absolutamente insatisfeitos com a NSN”, afirmou, sem dizer, porém, se a Siemens pensa em desfazer a associação, firmada até 2013.

A Nokia-Siemens Networks é um dos maiores atores da indústria de redes, com receitas de € 17,1 bilhões (US$ 24,3 bilhões) em 2006. E, se a Siemens decidir vender sua participação à Nokia, a operação custaria algo como € 7 bilhões a € 8 bilhões ( US$ 10 bilhões a US$ 11,4 bilhões), em dinheiro, à fabricante finlandesa, estimam analistas. O que faria “um estrago” no caixa da Nokia.

Na mesma entrevista, Löescher anunciou a reestruturação da equipe dirigente da Siemens nos seus três principais negócios: infra-estrutura/indústria, energia e tecnologia médica. Maiores detalhes sobre a reorganização serão anunciados na reunião da diretoria marcada para 28 de novembro. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior PT quer debater com Minicom sobre a democratização das comunicações
Próximos Mercadante vai relatar projeto de Flexa Ribeiro