CEO da Microsoft diz que todos os brasileiros podem se beneficiar da Inteligência Artificial


O CEO da Microsoft, Satya Nadella, afirmou hoje, 12, durante evento realizado em São Paulo, que todos no Brasil podem se beneficiar da inteligência artificial.

“Nós temos uma enorme oportunidade de gerar avanços em tecnologias digitais – e especificamente em IA – para empoderar cada pessoa e cada organização no Brasil a conquistar mais”, afirmou.

A seu ver, indivíduos, pequenas empresas e grandes corporações já podem tirar proveito da tecnologia localmente. A oportunidade é grande. Pelos cálculos da Fundação Getúlio Vargas, o uso de IA apenas nos setores de Agrícola, de Transporte e Comunicações, Óleo e Gás e Governo podem impulsionar a taxa de crescimento do PIB em até 6,43% nos próximos 15 anos, mesmo com estes setores representando pouco mais de um terço do PIB.

Cursos em IA

Para mostrar que acredita no que diz, ele também anunciou a assinatura de uma parceria com SESI e SENAI para a oferta gratuita de cursos em inteligência artificial. “Nós estamos comprometidos em assegurar que todos os brasileiros se beneficiem destes avanços”, concluiu Nadella. Segundo ele, os cursos deverão formar 3 milhões de pessoas.

Os cursos são a distância, realizados através da plataforma Mundo Senai. Os primeiros cursos oferecidos no Mundo SENAI são os seguintes: “Introdução à Inteligência Artificial”, “Introdução à Ciência de Dados”, “Fundamentos da Ciência de Dados” e “Desenvolvimento de soluções com serviços cognitivos Azure, Bot e IOT”. Nos próximos meses, os cursos “Desenvolvendo aplicativos de visão computacional em IA utilizando Serviços Cognitivos da Microsoft”, “Desenvolvendo aplicativos de IA para conversação com Serviços Cognitivos da Microsoft” e “Chatbots e conversação como plataforma” serão adicionados ao site. Além desses, a Microsoft proporcionará às instituições outros cursos sobre inovação e nuvem. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Nokia anuncia soluções de IoT para o agronegócio
Próximos Igor Moreira assume Superintendência de Fiscalização da Anatel