Cemig Telecom será vendida em dois lotes, ao preço mínimo de R$ 367 milhões


dinheiro investimento leilão oferta compra aporte capital

A Companhia Energética de Minas Gerais divulgou hoje (25) o edital de venda dos ativos da Cemig Telecom, braço de telecomunicações da estatal. Serão dois lotes à venda, com preço mínimo total de R$ 367 milhões.

O edital está disponível no site de compras da Cemig (compras.cemig.com.br). Podem participar empresas que tenham licença SCM, inclusive fundos de investimento ou consórcios. Mas fica proibido o consórcio entre grandes operadoras (com faturamento anual acima de R$ 500 milhões).

Operadora em recuperação judicial, como a Oi, só pode participar se comprovar “condições objetivas de cumprimento do contrato”.

Para que o leilão termine, é preciso haver diferença de mais de 10% entre as propostas. Se isso não ocorrer, será feita disputa aberta, à viva-voz.

Lotes

O valor mínimo do Lote 1 é de R$ 335 milhões. Este contempla todos os ativos e contratos da Cemig Telecom em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Também tem equipamentos presentes nos POPs da Eletronet em Fortaleza (CE), Salvador (BA), Recife (PE) e Goiânia (GO).

O Lote 2 tem preço mínimo de R$ 32,47 milhões. E traz os ativos e contratos localizados em Ceará, Bahia, Pernambuco e Goiás. Tem, ainda, sistema de gerência GPON, que fica em Belo Horizonte (MG).

Cronograma

As empresas interessadas deverão entrar em contato com a Cemig de 28 de maio a 8 de junho, pedindo para participar.  Depois, terão de fazer uma visita técnica. Pedidos de esclarecimentos, ou mesmo de impugnação do edital, serão aceitos até 9 de julho.

Entre 16 de julho e 20 de julho, deverá acontecer a entrega de documentos, declarações e garantia de proposta, em envelopes separados.

Em 25 de julho a Cemig realiza uma sessão pública para divulgação da análise dos envelopes. Também recebe, neste dia, os lances e o restante da documentação da empresa que for vencedora.

O resultado definitivo será divulgado em 27 de julho. E a assinatura dos contratos, em 31 de julho.

Anterior Expectativa por convergência dos PLs de proteção de dados no Congresso
Próximos Greve de caminhoneiros pode afetar serviços de telecomunicações

2 Comments

  1. Carlos Alberto
    26 de Maio de 2018

    Para os provedores regionais que já tem contrato assinado com a então Cemig Telecom serão afetados de qual forma ? Alguém saberia ?

    • 28 de Maio de 2018

      Oi Carlos, conforme o edital, o comprador assumirá os contratos atualmente firmados.