Celulares vão ter que abrir mais lojas para receber reclamação


 A Anatel pretende mudar algumas regras da telefonia celular, conhecida tecnicamente como SMP (Serviço Móvel Pessoal). As novas regras, segundo o superintendente de serviços privados, Jarbas Valente, estarão mais aderentes às necessidades dos usuários. Entre as mudanças do regulamento, a agência quer que as empresas de telefonia móvel montem uma estrutura mais capilarizada para atender …

 A Anatel pretende mudar algumas regras da telefonia celular, conhecida tecnicamente como SMP (Serviço Móvel Pessoal). As novas regras, segundo o superintendente de serviços privados, Jarbas Valente, estarão mais aderentes às necessidades dos usuários. Entre as mudanças do regulamento, a agência quer que as empresas de telefonia móvel montem uma estrutura mais capilarizada para atender o usuário também de maneira presencial, já que atualmente existem pouquíssimas lojas onde o cliente pode entrar para receber informações sobre sua conta telefônica ou reclamar sobre o serviço.

Inicialmente, a idéia da agência era a de obrigar as empresas a terem pelo menos uma loja de atendimento em todas as localidades onde prestam o serviço – mais de 3 mil municípios do país -, mas as empresas alegam que, nas pequenas cidades, o número de clientes não compensaria os custos dessa estrutura. A idéia em estudo, então, é que as lojas sejam abertas proporcionalmente ao número de micro-regiões existentes no país.

As inovações no regulamento do serviço têm que ser aprovadas pelo conselho diretor da Anatel. E o conselheiro José Leite Pereira Filho informou que elas estarão prontas ainda este semestre. 

Anterior Alcatel-Lucent: resultados passam pelo conselho.
Próximos Lula envia ao Senado nome de Sardenberg para Conselho da Anatel