Celulares têm que pagar o ônus da licença também na receita de interconexão


A superintendência de Serviços Privados da Anatel decidiu que as operadoras de celular têm que recolher 2% das receitas de interconexão (a VU-M) para os cofres da União em virtude de terem renovado suas autorizações (o celular, por ser um serviço privado, não tem concessão, mas autorização) e prorrogado o direito de uso das freqüências. A decisão, publicada no Diário Oficial da União de hoje abarca as operadoras CTBC Celular, Sercomtel Celular e Vivo. ( Da redação).

Anterior C&T da Câmara suspende todos os processos de outorga de rádio e TV
Próximos Monster Brasil lança aplicativo que ajuda na busca por emprego