Celulares novos crescem 3,55% em 2013, menos da metade que no ano anterior.


O Brasil encerrou 2013 com 271,10 milhões de linhas ativas de celulares, sendo 1,31 milhão de terminais 4G, tecnologia que só começou a ser usada em 30 de abril do ano passado. No ano, foram 9,92 milhões de novas adesões, um crescimento de 3,55%.  Em 2012, o crescimento da base de assinantes chegou a 8,07%, com 19,54 milhões de novas habilitações e um total de 261,78 milhões de linhas. A banda larga móvel como um todo totalizou 103,11 milhões de acessos ante 59,19 milhões de acessos registrados em igual período do ano passado e terminais M2M somaram 8,2 milhões.

Em dezembro, houve um acréscimo de 580,92 mil linhas. A teledensidade fechou o ano em 136,45 acessos por 100 habitantes. Os acessos pré-pagos totalizavam 211,58 milhões (78,05% do total) e os pós-pagos 59,52 milhões (21,95%). Em dezembro de 2012 havia 210,82 milhões (80,53%) de acessos pré-pagos e 50,96 milhões pós-pagos (19,47%).

A Vivo manteve a liderança do mercado, embora tenha perdido espaço entre novembro e dezembro, de 28,71% para 28,49%. A TIM, na segunda colocação, avançou de 26,99% para 27,09%. E a Claro, em terceiro lugar, subiu de 25,23% para 25,34% no período. A Oi, na quarta colocação, também reduziu levemente seu market share de 18,55% para 18,52% entre novembro e dezembro de 2013.

Em 2012, a Vivo também fechou com a maior participação nesse mercado (29,08%), seguida da TIM (26,87%), Claro (24,92%) e Oi (18,81). (Da redação)

 

Anterior Outros cinco estados terão nono dígito
Próximos Para mercado, 20 bi de euros pela TIM é improvável