Celular gratuito no Reino Unido


O Blyk, considerado o primeiro serviço sem fio “gratuito” do mundo, foi lançado hoje no Reino Unido. O Blyk é uma operadora virtual móvel sustentada por anúncios, co-fundada pelo ex-presidente da Nokia, Pekka Ala-Pietila, e deverá ser acompanhada de perto por operadoras tradicionais do mundo todo. Apoiado pela Orange U.K, subsidiária inglesa da France Telecom, …

O Blyk, considerado o primeiro serviço sem fio “gratuito” do mundo, foi lançado hoje no Reino Unido. O Blyk é uma operadora virtual móvel sustentada por anúncios, co-fundada pelo ex-presidente da Nokia, Pekka Ala-Pietila, e deverá ser acompanhada de perto por operadoras tradicionais do mundo todo.

Apoiado pela Orange U.K, subsidiária inglesa da France Telecom, o Blyk está focado exclusivamente, pelo menos no ínicio, em adolescentes de 16 a 24 anos, considerados o “mercado jovem”. Os adolescentes ganham serviço celular “gratuito”, incluindo voz e mensagens de texto, e em compensação tem que aceitar cerca de seis anúncios multimedia por dia.  

Uma das questões apontadas por especialistas é se o Blyk oferecerá serviço gratuito suficiente para convencer os assinantes a aguentarem 180 anúncios por mês. Segundo Ala-Pietila, presidente e co-fundador da Blyk, “nossa oferta gratuita envolve 217 mensagens de texto e 43 minutos de voz todos os meses, e isso pode significar a eliminação de contas telefônicas para 4,5 milhões de jovens do Reino Unido.”  Após consumida a oferta do serviço gratuito, as chamadas são tarifadas em € 0,30 e mensagens custam € 0,20.

Caso o lançamento no Reino Unido seja bem sucedido, o Blyk, que afirma já contar com 45 patrocinadores, incluindo empresas como Coca-Cola, Buena Vista, L'Oreal Paris e Yell.com, pretende lançar seu serviço em outros países da Europa. A empresa, no entanto, não informou quais países ou as datas de lançamento. (Da Redação, com noticiário internacional)

Anterior Crimes na internet: projeto encalha no Senado
Próximos TeliaSonera separa redes na Suécia