Celular 4G cresce 12,5% e tem mais de 3,6 milhões de usuários no Brasil


A Anatel divulgou a base de celulares em serviço no mês de novembro no Brasil, que ainda demonstra fôlego, com acréscimo de 1,11 milhão de aparelhos. O país que fechou o mês com 280,43 milhões de acessos móveis. As tecnologias que dão acesso à internet crescem a taxas bem maiores. Os celulares com tecnologia 4G (LTE) aumentaram 12,5% de um mês para outro, passando, em julho deste ano (último mês com informações disponíveis da agência) para 3,767 milhões de acessos, contra 3,27 milhões de usuários de junho de 2014.

A  Anatel divulgou a base de celulares em serviço no mês de novembro no Brasil, que ainda demonstra fôlego, com acréscimo de 1,11 milhão de aparelhos. O país que fechou o mês com 280,43 milhões de acessos móveis. As tecnologias que dão acesso à internet  crescem a taxas bem maiores. Os celulares com tecnologia 4G (LTE) aumentaram 12,5% de um mês para outro, passando, em julho deste ano (último mês com informações disponíveis da agência) para 3,767 milhões de acessos, contra 3,27 milhões de usuários de junho de 2014.

A tecnologia 3G também mantém o crescimento acima do crescimento do mercado e apresentou aumento de 3% da base em novembro em relação a outubro do ano passado, somando 122,5 milhões de acessos em serviço no país, contra 118,4 de junho de 2014. Os acesos M2M somaram 9,2 milhões, e no  mês de julho ainda não foram registrados qualquer equipamento M2M com desoneração do Fistel, classificado como M2M Especial, pela Anatel. A tecnologia de segunda geração, individualmente, ainda tem o maior número de clinentes brasileiro – de 134 milhões – mas já foi superada pela soma das demais tecnologias de acesso à internet. A 2G representava em julho de 2014 48,54% da base total de acessos móveis no país

Market Share

Em novembro, a Vivo continuava liderando o mercado, com 28,61%; seguida pela TIM, com 26,83%, pela Claro, com 25,14% e pela Oi, com 18,37%. A Claro foi a operadora que mais ampliou sua participação de mercado em novembro. No período, adicionou mais de 468 mil novos clientes, ampliando em 0,07% sua participação. Segundo a Claro, o crescimento é decorrente dos investimentos feitos entre 2012 e 2014, que somaram R$ 6,3 bilhões em infraestrutura no país.

Anterior Monteiro acha que politica industrial brasileira não fere regra da OMC
Próximos STJ nega licença para antena da Oi em área residencial de Brasília

1 Comment

  1. Julio Pinto
    9 de Janeiro de 2015

    Caros,
    A informação de agosto (acessos por tecnologia) está disponível no FTP da Anatel, em um arquivo separado.

    É a última informação divulgada (não sendo a de julho a última).

    Espero contribuir.

    Abs