Cellebrite lança central de diagnóstico remoto para celulares e smartphones


A Cellebrite, empresa israelense de tecnologia de análise para dispositivos móveis, lança no Brasil o Cellebrite Multi-Channel Diagnostics. Trata-se de uma central inteligente, capaz de automatizar integralmente o diagnóstico dos componentes de hardware e software de celulares e smartphones. Presente na Europa e Estados Unidos, onde tem como clientes as maiores operadoras, a Cellebrite começa agora a investir na América Latina.

 

O diagnóstico é feito no sistema operacional, aplicações, CPU, teclado, memória RAM, memória de armazenamento, sistemas de conexão, interfaces e componentes eletrônicos. A central possibilita também o diagnóstico remoto, ou seja, sem que o usuário necessite entregar o seu aparelho para um centro de reparo.

A companhia aponta que o Multi-Channel Diagnostics reduz a incidência de retorno de celulares para as oficinas de reparos, já que esta é a proporção de defeitos ocasionados por simples problemas de configuração ou falha de software em aparelhos móveis. A solução da Cellebrite já está em utilização em operadoras e revendas de celulares ao redor do mundo e vem ajudando estes fornecedores a mudar o enfoque do suporte, trocando a situação de stress por um contato favorável à fidelização do cliente.

De acordo com Marcos Moraes, diretor da Cellebrite para a América Latina, ao evitar o retorno de aparelhos sem falhas reais de hardware, as revendas de celular obtém uma enorme economia em logística reversa e ganham mais rapidez nos centros de reparo, concentrando-se em serviços realmente necessários.

“Um dos principais benefícios do diagnóstico instantâneo é também o conforto do cliente que, em geral, se sente aborrecido de perder a custódia temporária do aparelho, seja enviando-o via malote ou tendo que se deslocar até uma loja de reparos”, afirma Moraes. Uma pesquisa realizada pela Cellebrite na Inglaterra detectou que 75% dos usuários de celular consideram inadmissível aguardar até 72 horas por um reparo em seus aparelhos.

O funcionamento da central de diagnósticos não requer grande preparação: quando utilizado na loja, o celular é conectado ao equipamento da Cellebrite, que realiza uma varredura instantânea de todos os elementos físicos e de software e aponta para os eventuais ajustes.

Para o diagnóstico remoto através de autosserviço, a solução envia um aplicativo especial para o telefone móvel do cliente, e este só necessita executar alguns comandos, que são solicitados na tela sensível ao toque, para que a aplicação realize a varredura. A central multicanais também pode ser empregada em combinação com uma estrutura de suporte (Fonte: assessoria de imprensa)
 

Anterior 83% das empresas de TI do Brasil não exportam
Próximos UIT fecha parceria para levar m-health para países pobres