Notícias da categroia

Tendências


Receita com redes 5G vão dobrar no próximo ano, com o avanço das novas redes por mais países.

Fundada em 2018, a empresa já conta com  7 mil usuários, 32 terminais no Rio de Janeiro e 1 em São Paulo. Pretende atingir a marca de 300 mil clientes este ano.

Pesquisa ouviu 35 mil consumidores no mundo, incluindo Brasil. Também há desejo por soluções de banda larga doméstica, não apenas móvel.

Atualmente, são 228,8 milhões de aparelhos no mercado. Estimativa é da consultoria Ovum. LTE ainda será tecnologia dominante, com 82% dos acessos.

Pesquisa feita pela Amdocs aponta que empresas ainda carecem de casos de uso para aplicações 5G. Mas revela que em três anos, 100% das operadoras já querem ter sua rede 5G ativada.

Consumo de energia do setor cresce ao ritmo de 9% ao ano, segundo think thank francês dedicado a estudar a migração da sociedade para uma economia pós-carbono.

WiFi usado para offload de redes móveis vai ser ainda mais relevante para as operadoras gerenciarem capacidade da rede.

OTTs já estão em 39% dos lares, contra penetração de 26% da TV paga, calcula a Amdocs. Migração de clientes deve continuar, enquanto diferença de preços entre os pacotes de TV e a assinatura dos serviços de streaming for alta. Netflix domina o mercado de SVoD.

IDC Brasil prevê lançamento neste ano de aparelhos que alcançam a bagatela de R$ 10 mil. Segmento de celulares deverá puxar a expansão do mercado local de TICs. Setor de telecom vai andar de lado, mas não para ISPs, que vão concentrar o crescimento.