Notícias da categroia

Telefonia fixa

Sistema de telefonia fixa


Só entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, foram extintos mais de 547 mil contratos, a maioria das perdas é contabilizada pelas concessionárias

Operadoras desativaram 2 milhões de acessos ao todo, no ano. A maioria absoluta, 1,7 milhão, dos desligamentos ocorreu nas áreas de concessão.

Telefônica tem maior quantidade de clientes entre autorizadas e concessões, enquanto Oi mantém liderança nas concessões. Em 12 meses, setor desligou quase 2 milhões de usuários.

Reajuste será aplicado a chamadas de longa distância de Algar, Claro, Oi, Sercomtel e Telefônica.

TIM liderou em adições dentre as autorizadas, enquanto Oi foi a concessionária que mais desligou linhas.

Concessionária seguem responsáveis pelo maior número de desligamentos, mas retração atinge também as autorizadas a explorar o STFC.

A minuta de Decreto do Plano Geral de Metas de Universalização trará obrigações para as concessionárias de telefonia fixa investir quase R$ 700 milhões em antenas de 4G em 1,4 mil localidades não atendidas.

Base de telefonia fixa encolheu 0,45% em julho, em relação a junho. Em 12 meses, a retração foi de 2,97%. Enquanto as autorizadas ganharam clientes em um ano, as concessionárias perderam mais de 1,26 milhão.

Foram desligados mais de 28 mil telefones fixos em São Paulo em junho. No Rio, outros 25 mil.

Retração foi de 0,35% em relação a janeiro. Oi concentra mais de 56% dos acessos entre as concessionárias, e a Claro (NET), mais de 63% entre as autorizadas.