Notícias da categroia

Infraestrutura

Tudo sobre a parte física das redes de telecomunicações


Equipamento é destinado a redes urbanas onde for possível usar a técnica do sopramento

Para Gustavo Correa Lima, do CPqD, o Brasil precisa ter mecanismos para fiscalizar os equipamentos de telecomunicações usados nas redes cujos riscos aumentam com a 5G

O grupo de transição ficou interessado em resgatar o princípio do “silêncio positivo”, que foi derrubado quando da sanção da Lei das Antenas, em 2015. Por esse princípio, se a prefeitura não se manifestar em 60 dias para um pedido de instalação de antena de celular, as empresas poderão instalar o site.

O TCU derrubou a liminar que impedia a Telebras contratar pontos de banda larga pelo Gesac, reconhece que a estatal agiu legalmente ao negociar diretamente um novo contrato com a Viasat, mas manda a Telebras refazer várias cláusulas do contrato negociado para que Telebras e Viasat tenham lucratividades similares, visto como está, a estatal ganharia R$ 203 milhões, e a Viasat, R$ 311 milhões. [Atualizado]

Conforme a entidade, mais de R$ 600 milhões em investimentos estão parados porque não podem ser instaladas novas antenas de celular na capital paulista

Prefeituras enfrentam problemas com distribuidoras de energia, órgãos e concessões rodoviárias. Iniciativas mais avançadas estão na iluminação.

Para o órgão antitruste, operação não altera a estrutura dos mercados de SCM, ou banda larga, visto que as duas empresas tem participação bem abaixo de 30%.

João Moura, presidente da entidade, alerta que sem uso de poste, não há crescimento de banda larga. Edmundo Matarazzo, da Abranet, afirma que a manutenção em duto é 25% mais cara.

Para a agência de energia elétrica o aumento dos litígios quanto ao preço de referência estabelecido há quatro anos, que está em R$ 3,80 por poste, demonstra que essa questão está mal resolvida.

A consulta pública dos reguladores de energia elétrica e de telecomunicações pretende estabelecer novas regras para a ocupação pelas redes de telecom de 9 milhões de postes das distribuidoras de energia e rever o preço pelo uso do poste, que está fixado hoje em R$ 3,80. As propostas em discussão são muito duras para o setor de telecom., como por exemplo limpar milhares de postes em cinco anos.