Notícias da categroia

Artigos do leitor

Opinião dos nossos leitores, em artigos exclusivos para o TeleSíntese


O atraso do país na legislação setorial é de mais de três anos, aponta César Mattos, secretário de Advocacia da Concorrência e Competitividade do Ministério da Economia. Para ele, “a aprovação do PLC 79 melhora muito as condições para darmos passos mais fundamentais como os que nos levarão ao leilão do 5G”

Para preservar a inovação e o avanço tecnológico da internet e os níveis de investimentos em infraestrutura será necessário redistribuir a carga tributária entre telecomunicações e internet, defende João Rezende, ex-presidente da Anatel.

*Por Yassuki Takano, diretor de consultoria da Logicalis Já dura alguns anos a discussão sobre a relação entre as operadoras de telecomunicações e as chamadas “over-the-tops” (OTTs) – redes sociais, aplicativos de comunicação e de mídia, dentre outras, que prestam serviço sobre as redes de telecomunicações, sendo que muitos dos serviços oferecidos são similares aos serviços …

A parceria entre as operadoras de celular virtuais (MVNO) e os provedores de acesso a internet (ISP) ainda é rara, mas tem um amplo leque de opções para acontecer.

O projeto de lei 79/16, aparece como uma renovação da LGT e uma atualização verdadeiramente necessária.

A cada lançamento de novas redes aéreas o interessado abre seu espaço e deixa os demais cabos a “Deus dará”. É preciso a união de esforços entre diferentes atores para coibir os excessos.

Embora a transformação digital tenha se tornado tema recorrente em quase toda organização de médio e grande porte no Brasil e no mundo, estar digital não significa ser digital. Ser digital é um privilégio de startups e jovens empresas que surgiram na era digital.

Durante quase 20 anos o setor de telecomunicações contribuiu com recursos absolutamente malversados ou não aplicados na finalidade para a qual se justificou a sua cobrança

Velocidade da internet se multiplicou por milhão em 30 anos. E para os próximos 30, crescerá com o mesmo fator?

Juarez Quadros alerta que leis e agências de todo o mundo estão agindo para evitar que decisões tomadas por algoritmos sejam preconceituosas; levando em consideração temas sensíveis como classe social, credo, doença pré-existente, idade, nacionalidade, orientação sexual e raça.