Caso Correios sejam vendidos, cidadão vai bancar serviços deficitários


O presidente dos Correios, general Juarez Aparecido Cunha, previu hoje, 5, que a parte boa, o “filé”, da estatal será privatizada e que brasileiro quem vai arcar com o custo dos serviços não lucrativos. A avaliação foi feita em audiência na Câmara dos Deputados. A intenção de privatizar a estatal foi confirmada no final de maio pelo presidente Jair Bolsonaro.

Cunha diz que em 2018 a estatal teve 92% de seus lucros concentrados em apenas 324 municípios. Estes apresentaram lucro de R$ 6,71 bilhões. Em contrapartida, os 5.246 demais municípios registraram um prejuízo de R$ 6,54 bilhões. “O Estado brasileiro ou o cidadão brasileiro que paga impostos vão pagar a conta dos demais municípios”, afirmou.

A parte lucrativa são os serviços de entrega de encomendas, enquanto os prejuízos ficam por conta dos serviços de entregas de correspondências, o que vem declinando em todo mundo por causa do avanço tecnológico, como o Whatshap.  

Para o general, a empresa é “autossustentável, insubstituível e cidadã” e destacou que está em processo de recuperação financeira, apresentando lucro de R$ 600 milhões e R$ 161 milhões nos dois últimos anos. Na avaliação dele, boa parte dos prejuízos registrados em 2015 e 2016 se deram pelo adiantamento de dividendos de cerca de R$ 7 bilhões à União. “A empresa não está quebrada, como alguns dizem, e vamos sair dessa situação em que estamos vivendo”, projetou.

Cunha questionou se os economistas sabem calcular do custo social arcado pelos Correios, como a distribuição de milhões de livros em todos os municípios.

Representante da Secretaria de Desestatização do Ministério da Economia, o assessor Fábio Abrahão discordou. Apontou rombo de R$ 11,5 bilhões no fundo de pensão e R$ 4 bilhões no plano de saúde.

“Vocês são contra a privatização, mas boa parte das operações dos Correios hoje são privatizadas”, apontou o representante do Ministério da Economia. “Cerca de 60% das atividades da empresa sãos feitas por franquias”, alegou.

Anterior Regulamento da Lei das Antenas será enviado à Presidência em julho, diz MCTIC
Próximos Vivo escolhe novo vice-presidente de relações institucionais

29 Comments

  1. 5 de junho de 2019

    Falam tanto da privatização dos correios mas não falam nada, nada a respeito dos funcionários da empresa sobre o que será feito dia mesmos. O que vai ocorrer com eles? Simplesmente demitirão 100 mil profissionais???

    • 6 de junho de 2019

      Apenas vão ser selecionados os que forem competentes , diferente de agora que isso é irrelevante , devido a estabilidade dos concursados .

      • Karine
        6 de junho de 2019

        Mas os funcionários do Correios, apesar de concursados, são regidos pela CLT. Eles podem ser mandados embora a qualquer momento.

    • Rogerio Andrade
      6 de junho de 2019

      Vão arranjar trabalho nas demais empresas que vierem investir no setor

  2. Luiz Carlos Porto
    5 de junho de 2019

    Mentiras

  3. RC
    5 de junho de 2019

    Será que o Paulo Guedes também vai privatizar as prefeituras e os estados?
    As prefeituras e os estados brasileiros estão todos quebrados.

    • 6 de junho de 2019

      Mas que colocação ridícula a sua heim .

      • Ralf
        6 de junho de 2019

        Ridículo nada… melhor vender mesmo o Brasil pros europeus ou japoneses não acha?

  4. Emanoel Rodrigues
    5 de junho de 2019

    Já pagamos e pagamos caro pelo serviço deficitário dos Correios não vai mudar nada só vamos economizar

    • Souza
      6 de junho de 2019

      Os correios não são deficitários. Vc precisa se informar melhor. Sua opinião é meramente achismo.

  5. 6 de junho de 2019

    Quem está pagando o rombo do Postais e do Postal Saúde dos Correios são o servidores ativos e aposentados. E o Sr. Presidente quer privatizar. Nós assumimos a conta por favor não a privatização.

    • Rogerio Andrade
      6 de junho de 2019

      Privatizar ou não , Não vai mudar essa situação. A dívida irá continuar.

  6. 6 de junho de 2019

    A primeira coisa que vai acontecer com a privatização dessa estatal é o fim do monopólio, logo, outras empresas como feedex, jadlog, etc, irão entrar no mercado com mais força. Isso nos libertará de ser reféns dessa estatal ineficiente e cara! Quem disse que nós iremos pagar esse prejuízo?

    • Erival
      6 de junho de 2019

      Não existe monopólio para os serviços de encomendas. Apenas cartas, telegramas e malotes, compõem o monopólio.

      • Francisco
        6 de junho de 2019

        Verdade, esse idiota ñ sabe o q fala, achar q o preço da FedEx é menor que o dos correios, logo se vê q ñ sabe o q fala

        • Wilson Lopes da Silva
          6 de junho de 2019

          Pagar e receber pelo serviço já vale a pena! Moro em uma cidade pequena e o funcionário dos Correios aqui tem semana que trabalha só dois dias por semana! Qdo resolve tirar uma folga, nós e que pagamos a conta com atrasos nas nossas encomendas, . Cansamos de pagar e não receber mos pelo serviço.

          • Neto
            11 de junho de 2019

            Vai piorar pois empresário não mantém empresa aberta se não tiver lucro. Conclusão: vc pagará os serviços de Correios pelos seus impostos pois as prefeituras terão que manter o serviço de quiser que sua cidade tenha entrega.

    • RC
      6 de junho de 2019

      Já existe a concorrência há muito tempo, assim como existe inúmeros DAVID e pessoas desinformadas.
      Para os DAVID e para as pessoas desinformadas exitem Fedex, UPS, Braspress, DHL, Jadlog e os Correios, etc. São todos concorrentes.

  7. Paula
    6 de junho de 2019

    Espero que privatizem logo essa droga. Estou cansada de encomendas que “desaparecem” misteriosamente de dentro de instalações dos correios.

  8. 6 de junho de 2019

    O cidadão sempre bancou o estado e suas bizarrices. Mesmo tendo lucro nos últimos temos os Correios ainda devem muito à população, e não me refiro somente no quesito financeiro.

  9. João Valentão
    6 de junho de 2019

    PRIVATIZA TUDO!!!

  10. Bruno
    6 de junho de 2019

    O coiso agora quer economizar ? E pq não se preocupou em receber auxílio aluguel durante décadas mesmo tendo moradia própria ? E quando questionado ainda respondeu que usava o dinheiro pra comer gente. Pq os “nobres” deputados e senadores não abrem mão de seus inúmeros e desnecessários assessores ? Quem não é iludido sabe bem o pq do interesse dessa laia em entregar todo o patrimônio público para empresários. Odebrecht q o diga.

  11. Karine
    6 de junho de 2019

    A privatização pode ser boa para as grandes cidades, mas as áreas mais distantes e a zona rural serão muito prejudicadas. Quem mora naqueles locais onde só se chega com barcos por exemplo, duvido muito que alguma empresa se interesse em fazer a entrega de uma simples carta lá. As transportadoras sempre estiveram aí, e sempre vão estar, mas mesmo assim as pessoas optam por usar o Correios. A empresa não é bancada por dinheiro público, e mesmo assim tem que pagar a União. O que acontece é que as indicações políticas dos últimos anos escolhidas para presidir a empresa só quis saber de roubar e afundar ela, e a nossa mídia só ajuda, já que só publica o que é conveniente a ela, não a história real completa.

  12. 6 de junho de 2019

    O cidadão já paga os prejuízos dessa estatal incompetente há vários anos que entrega um péssimo serviço demorado e com taxas abusivas.

  13. Carlos Lucena
    6 de junho de 2019

    Como sempre o povo que paga a conta!!! Por acaso alguém conhece algum pais com mais de 200 milhões de habitantes que o Correio seja privado???

  14. 6 de junho de 2019

    Trabalho nesta empresa à 15anos , sempre recebi elogios dos destinatários que nao são poucos a maioria dos meus cole gas também trabalham certo nossa visão é extremamente gratificante fazemos a máquina funcionar direito mas sempre encontramos barreiras sujas com cheiro podre de corrupção o problema vem de cima todos querem mais fatia do bolo no bolso … naro

  15. Carlos Lucena
    6 de junho de 2019

    Os Correios tem em sua força de trabalho mais de 110 mil funcionarios que a cada dia tem que matar um leão para conseguir fazer com que a empresa mantenhasse superavitária! Agora aparece um economista lunático que quer privatizar a empresa e um presidente marciano que não entende de nada e diz que exextinguira ou privatizara os Correios! Será que eles ja entregaram alguma carta ou atenderam em alguma agência para saber o quanto se trabalha nesta empresa??? Será que esse economista e o presidente sabem que enquanto a empresa era administrada por funcionarios de carreira sempre apresentou lucro e que o lucro sempre foi repassado para o governo e que esse mesmo governo nao investiu nos Correios. Os Correios é uma empresa do povo brasileiro fonte de
    orgulho e confiança da familia brasileira!!!

  16. Ribeiro
    7 de junho de 2019

    Bom dia em relação a fala que se privatiza,os correios a população irá pagar pelo serviço ruim, eu n acredito pois vamos pegar a linha lilás do metrô de São Paulo, era uma das piores linhas vivia cm os trens atrasados camelôs vendendo no trens etcs . Agora privatizou está outro nível. Cm mais segurança nos três sem comércio ilegal , eo os trens mais rápido, e o melhor n para mais nas greves dos metroviários.

  17. Ed Barros
    11 de junho de 2019

    Eu quero ver só a cara desse pessoal que recebe essas encomendas internacionais achando que os Correios prestam um mal serviço. Quando forem pagar de R$ 60,00 pra cima vão comentar nas puplicações “Mais os Correios só cobravam no maximo valor xx, isso é um roubo”.