Crédito: Shutterstock / Maxuser

Crédito: Shutterstock / Maxuser

Barcelona – Embora o grupo espanhol tenha iniciado com alguns anos de defasagem a levar  FTTH (fibra até a residência das pessoas) no mercado brasileiro em relação ao seu país-sede, atualmente o número de casas fibradas no Brasil já se iguala ao mercado espanhol, afirmou hoje, Laura Abasolo, chefe do Departamento Financeiro da Telefónica durante o MWC 2018.

Segundo a executiva, a Telefónica destina entre 80% a 70% de seus investimentos para a infraestrutura de telecomunicações de todas as empresas do grupo e 90 milhões de pessoas já têm fibras ópticas até suas residências no Brasil. Para Laura, as mudanças que estão ocorrendo no setor também fazem com que os prestadores de serviço busquem uma nova relação de negócios com os fabricantes. ” Não se trata mais de pressionar os fornecedores, mas decidir com eles qual é a estratégia, a velocidade, a flexibilidade”, disse.