Carnevali é libertado


 A Justiça Federal decidiu libertar os seis réus acusados de crimes fiscais no caso Cisco, entre eles Carlos Roberto Carnevali. Ele foi preso em 16 de outubro, juntamente com outros 40 executivos, acusados de organizar um esquema com empresas exportadoras e importadoras no Brasil e nos Estados Unidos com objetivo de importar equipamentos  por preços …

 A Justiça Federal decidiu libertar os seis réus acusados de crimes fiscais no caso Cisco, entre eles Carlos Roberto Carnevali. Ele foi preso em 16 de outubro, juntamente com outros 40 executivos, acusados de organizar um esquema com empresas exportadoras e importadoras no Brasil e nos Estados Unidos com objetivo de importar equipamentos  por preços subfaturados. A Polícia Federal estima que a operação gerou perdas de R$ 1,5 bilhão ao fisco.

Dois dias após a operação da PF, a maioria dos dirigentes da empresa foi liberada, permanecendo presos, no entanto, Carnevali e cinco representantes da Mude, distribuidora acusada de atuar na fraude.Os seis réus foram libertados no domingo após 53 dias de detenção. A decisão foi do juiz Luiz Renato Pacheco Chaves de Oliveira, da 4ª Vara Federal Criminal de São Paulo. Os acusados vão responder em liberdade pelos crimes de formação de quadrilha, sonegação fiscal e uso de documentos falsos.
( Fonte: agência Folha)

Anterior BrT não comprará licença de 3G fora de sua área
Próximos Procuradoria da Anatel ficará mais ágil na análise de processos