Canada vai usar satélites LEO da Telesat na banda larga rural


Na imagem, uma projeção da Telesat de sua constelação. A intenção é prover conectividade em todo o globo.

O governo do Canadá vai usar os satélites de baixa órbita da Telesat para levar banda larga a áreas remotas e zonas rurais do país. O acordo tem 10 anos de validades e vai acrescentar 1,2 bilhão de dólares canadenses (pouco mais de US$ 900 milhões) à receita da companhia.

Em contrapartida, a Telesat se comprometeu a gerar 500 empregos e investir 215 milhões de dólares canadenses em P&D localmente, nos próximos cinco anos. A companhia também irá financiar bolsas de estudo universitárias nas áreas de engenharia, ciência, matemática e tecnologia.

A Telesat está construindo uma constelação de satélites de órbita baixa (LEO, na sigla em inglês) que será composta por 298 artefatos. O primeiro deles já está no espaço. Segundo a empresa, há pelo menos 2,3 milhões de residências no Canadá sem acesso a banda larga de alta velocidade. Os acessos previstos no acordo com o governo não serão gratuitos para o consumidor, e sim, subsidiados.

O Canadá tem como meta a universalização do acesso à internet. O país definiu que 95% das casas e empresas devem ter acesso de pelo menos 50 Mbps até 2026, e 100% até 2030. A expectativa da Telesat é cobrir o norte do país em 2022, e todo o país em meados de 2023.

Anterior Vivo lança voz sobre 4G em mais de 380 cidades
Próximos Resende: MVNO pode ser importante aliado para provedor de internet

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *