Camex reduz imposto para importar equipamentos de proteção a redes


Resolução da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicada na edição desta sexta-feira (13), do Diário Oficial da União , reduz de 16% para 2%, até 31 de dezembro de 2012, as alíquotas do Imposto de Importação (II) incidentes sobre códigos referentes a bens de informática e telecomunicação, na condição de Ex-tarifários. O principal objetivo é melhorar a segurança nas telecomunicações.

Os equipamentos contemplados com a medida são os de limpeza de ataques DDoS (negação de serviço), com capacidade de realização de contramedidas de camada; equipamentos eletrônicos para coleta sobre linha metálica de pacotes de dados, voz ou vídeo de redes de comunicação em tempo real, localização de defeitos permitindo um rápido diagnóstico sobre contenções e distribuição do volume de tráfego por aplicação em rede.

E ainda equipamentos de análise de tráfego (“flows”) de “backbones” de internet, de arquitetura não-intrusiva na rede, baseadas em “hardware” com sistema operacional de propósito específico (“appliance“), com habilidade de detecção de anomalias do tipo negação de serviço distribuído (DDoS),  roteadores de internet em um único domínio de gerenciamento, podendo conter módulo de filtragem de ataques DDoS;  máquinas para deposição via plasma de camadas metálicas extremamente finas, sobre a superfície de placas de vidro plano, através do processo conhecido por “Magnetron Sputtering” e combinações de aparelhos e instrumentos radiocomunicadores para indicação da existência de faltas (corrente de falta) em redes de distribuição de energia elétrica subterrâneas.(Da redação)

Anterior Investimento global de operadoras em infraestrutura de rede deve desacelerar em 2012
Próximos Telebras monta laboratório de teste para o PNBL