Camex eleva imposto de importação de circuitos impressos


A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aumentou os impostos  de importação sobre os equipamentos de alimentação ininterrupta de energia, conhecidos também por UPS ou “no break” (aumento de 14% para 20%), cartões de memória (de zero para 16%) e circuitos impressos (de 10% para 12%).  A decisão foi publicada na edição desta terça-feira (21) do Diário Oficial da União.

O objetivo é estimular a capacidade inovadora da produção nacional e fortalecer os setores de informática e de componentes eletrônicos com produtos de alto valor agregado, esplicou a nota divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento.

A medida permite aplicar, de forma estratégica, até 2015, alíquota do imposto de importação diferente das estabelecidas na Tarifa Externa Comum (TEC), conforme disposto na Decisão Conselho Mercado Comum do Mercosul nº 57/10.

Para o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a decisão é positiva porque incentiva a produção nacional de chip e, por consequência, ajuda a melhorar o déficit da balança comercial dos bens de informática e telecomunicações, já na casa de US$ 18 bilhões.

A aplicação das exceções levou em consideração a estrutura tarifária das cadeias produtivas envolvidas e as diretrizes do Plano Brasil Maior.(Da redação)

Anterior Ofcom autoriza uma operadora a oferecer 4G em 1,8 GHz
Próximos Mauro Garcia é novo diretor executivo da ABPTIV